Nove tradições (bem) diferentes de Natal pelo mundo

9 tradições diferentes de Natal pelo mundo

Por: Laura Navajas 499 views

Em muitos lugares, as comemorações no dia de Natal são bem diferentes do Brasil. Alguns deles não acontecem nem dia 25. Confira!

As luzes de Natal, as árvores decoradas, a troca de presentes, a visita do Papai Noel, aquele simpático velhinho vestido de vermelho são hábitos a que estamos bastante acostumados no Brasil. Como somos um país de maioria católica, a data é realmente importante por aqui.

O Natal, no entanto, não é unanimidade. Em muitos países do mundo, as tradições são semelhantes às nossas. Mas em alguns deles, as coisas são completamente diferentes. Reunimos alguns destes países na lista abaixo. Confira:

Em Caracas, Venezuela, na manhã de Natal as ruas do centro são fechadas para carros. Muitas pessoas se reúnem por lá para celebrar, o que é comum em muitos lugares. A diferença é que elas vão de patins… que tal?

O Japão é um país de maioria budista. O Natal, portanto, não é algo tradicional por lá. Mas com o mundo globalizado, as festas acabam contagiando a todos. Há até pouco tempo, era difícil encontrar um frango ou peru para a ceia, então os estrangeiros cristãos costumavam comemorar a data com frangos do Kentucky Fried Chicken (KFC, famosa rede de Fast Food). Hoje, virou uma espécie de tradição esquisita celebrar a data comendo frango frito.

Sabe aquela história de se comportar para ganhar presente? Na Áustria, isso é levado bem a sério. Quem se comporta, ganha presentes de São Nicolau no dia 06 de dezembro. Mas acontece que ele sempre vem acompanhado do Krampus, uma criatura malvada que pune quem não se comportou muito bem. Melhor ser sempre bonzinho por lá…

Se você for passar o Natal na Noruega, não se esqueça de guardar as vassouras bem escondidas. É que por lá há uma tradição muito antiga de que os espíritos do mal e as bruxas saem na véspera do Natal para roubar as vassouras e sair voando. Há quem pratique esta tradição até hoje.

Para quem é muito faminto, o Natal na Ucrânia pode ser bem esquisito. Para começar, ele é comemorado no dia 07 de janeiro, porque o país é de maioria ortodoxa e segue o calendário juliano. Diz a tradição que ninguém pode comer antes de aparecer a primeira estrela no céu. Então, é comum as pessoas mais esfomeadas ficarem fora de casa “caçando” a primeira estrela. Ah! As árvores de Natal são decoradas com teias e aranhas artificiais. Dizem que elas são sinal de boa sorte!

As famílias da Estônia aproveitam a noite de Natal (quando é inverno, por lá) para se aquecerem na sauna. Te parece um bom lugar para esperar o Papai Noel?

Quer saber se vai casar no próximo ano? Passe o Natal na República Checa. As mulheres solteiras por lá tem uma tradição bem estranha: elas ficam de costas para a porta e jogam um sapato por trás dos ombros. Se ele cair de ponta virada para a porta, é porque há um casamento à vista. (ok, você pode fazer isso no Brasil, mesmo, e começar uma nova tradição por aqui).

Há exatos 50 anos, em Gävle, na Suécia, um bode de 13 metros de altura é erguido na praça central da cidade. A parte estranha é que todos os anos, vândalos fazem um grande esforço para destruir a estátua. Reza a lenda que ele sobreviveu 100% intacto em menos da metade de sua existência, desde 1966. As pessoas se disfarçam de Papai Noel ou duendes, para conseguir chegar perto e derrubar o bode.

Na Alemanha, na noite do dia 06 de dezembro as crianças deixam um sapato ou uma bota para fora de casa. No dia seguinte, para quem se comportou, eles amanhecem cheio de doces ou pequenos presentes. Para quem não se comportou, apenas uma espécie de árvore de madeira.

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.