App monitora o tempo de espera nos Prontos-Socorros

App monitora o tempo de espera nos Prontos-Socorros

Por: Marcelo Brandão 709 views

SOSPS chega ao mercado com a proposta de facilitar o atendimento nos Prontos-Socorros

O app SOSPS nasce com a proposta de monitor o tempo de espera de mais de 30 hospitais privados da Grande São Paulo. Disponível para Android e iOS, é gratuito e oferece a estimativa do tempo de espera para serviços de Pronto-Socorro e Pronto Atendimento Clínico Adulto e Infantil.

No entanto, o foco do SOSPS são pacientes em condições clínicas que não representam urgência ou emergência. Ou seja, uma das vantagens da plataforma, além de encontrar a opção mais rápida no atendimento ao usuário final, é a de criar uma base de dados que auxilie as áreas técnicas do hospital, de operações a marketing.

“Com dados sólidos é possível entender melhor a distribuição de pacientes, a forma que fatores externos influenciam no aumento da demanda e analisar a eficiência da escala e o dimensionamento de profissionais do hospital, por dia e horário. Nosso modelo de negócio passa por entender e traduzir esses cenários para oferecer informações e insights que facilitem a tomada de decisão”, explica Rafael Urbach co-fundador da Healthier Internet, empresa de tecnologia para a área de saúde criadora do aplicativo.

Outra vantagem é que a plataforma também integra o mapeamento de trânsito, calculando o tempo de deslocamento do paciente até o hospital.  No futuro, o app também pretende oferecer mais agilidade com a pré-abertura remota de fichas e também auxiliar na migração de casos que deveriam ser tratados em consultas ambulatoriais, não em um serviço de Pronto-Socorro.

“Pretendemos expandir nossos serviços para outros hospitais nessas regiões e também para outros estados, onde o tempo de espera seja um problema relevante para o paciente. Nossos estudos mostram que o problema é frequente em todo Brasil, não uma particularidade das regiões onde já atuamos. Quanto mais longe levarmos essa tecnologia, mais podemos contribuir na conscientização do uso dos serviços de Pronto-Socorro e com a saúde do país”, finaliza Rafael Urbach.

O serviço é indicado para casos que não apresentam urgência ou emergência.

 

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.