Do entretenimento ao digital, o desafio da mulher é ter credibilidade

Do entretenimento ao digital, o desafio da mulher é ter credibilidade

Por: Melissa Lulio 535 views

O espaço feminino é pequeno, até mesmo na arte. Em debate realizado no SXSW, o tema foi discutido por mulheres da indústria digital e de entretenimento

O cenário para as mulheres não é fácil em nenhum mercado – mesmo nos Estados Unidos. Em painel desenvolvido neste domingo no SXSW, foi discutido justamente esse espaço. Uma das primeiras a se manifestar, Jane Fleming, que faz parte da indústria de entretenimento comenta que essa é uma área que não conta com muitas mulheres – por mais que não lhes falte capacidade.

Como ela comenta, o número de mulheres na TV não mudou durante mais ou menos um século. Mesmo hoje, o número de diretoras é de apenas 7%. E na área digital não é diferente: Rebecca Fernandez, da Red Hat, trabalha na área de tecnologia e garante isso. O mais difícil, porém, como ela conta, é a falta de credibilidade: uma mulher é interrompida em uma conversa com mais frequência do que um homem. Mesmo para quem chega ao topo, a credibilidade é uma conquista diária.

Ainda assim, Fleming acredita que qualquer silêncio, nesse debate, é prejudicial – mesmo aqueles que discordam do empoderamento defendido por ela. Naturalmente, o tema chega ao novo governo americano. A nova gestão preocupa as panelistas, mas, vale a pena ressaltar um argumento utilizado: o problema está nos detalhes que não são observados no cotidiano. “Reuniões são conduzidas por homens, mas as pessoas não se atentam a isso”, comenta Fleming.

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.