Millennials e a tecnologia deixam as cidades mais humanas

Millennials e a tecnologia deixam as cidades mais humanas

Por: André Jankavski 625 views

Esqueça o conceito de carro na garagem. Para executivo do Moovit, o ato de pedir um pelo celular, mais do que praticidade, torna as cidades mais humanas

A economia compartilhada pode ser considerada uma consequência do perfil que os Millennials estão criando. A revolução nos meios de transporte é um grande exemplo dessa nova era. Se antes o desejo principal era ter um carro, agora com ferramentas como Uber, 99, Cabify, entre outras, um motorista particular pode ser chamado com poucos toques no smartphone.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

Mais do que ter diversos carros sempre à disposição, os jovens de hoje querem quebrar paradigmas. Essa é a opinião de Antônio Piccinini, carpool project manager do Moovit, aplicativo de mobilidade urbana totalmente voltado para aqueles que utilizam o transporte público. “O consumidor moderno não quer ter as coisas, ele quer ter acesso ao serviço de maneira fácil e simples”, diz ele.

Não por acaso, a empresa lançou neste ano um novo formato de transporte em sua plataforma. É uma espécie de carona – formato similar visto no BlaBlaCar. Piccinini explica que é uma maneira de otimizar os gastos do motorista ao mesmo tempo que facilita a vida do caroneiro, que chega mais rápido a um local.

Mais do que jovens

E não pense que apenas jovens estão em busca de soluções para a própria locomoção diária. Segundo o executivo, os 70 milhões de usuários que o aplicativo não são apenas Millennials. Longe disso. De acordo com Piccinini, quanto mais o aplicativo cresce, mais próximo fica da pirâmide etária do local estabelecido – um país ou uma cidade.

Mas quem está liderando essa mudança, certamente são os representantes da Geração Y. Tudo é muito caro para consumidor, diz Piccinini, logo é mais fácil ter o serviço do que a posse. O resultado é uma cidade humanizada, em que as pessoas interagem mais entre si e com o próprio espaço público. “É uma geração voltada para a praticidade”, diz o executivo do Moovit, que comemora os novos tempos. “Estamos conseguindo criar uma cidade mais humana.”

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.