A sua empresa está preparada para uma gestão 4.0?

A sua empresa está preparada para uma gestão 4.0?

Por: Editor CM* 10.792 views

A empresa 4.0 exige uma gestão 4.0 – voltada completamente às expectativas do cliente. Entenda este conceito em artigo exclusivo de Guilherme Porto, CEO da Plusoft

Vamos falar, aqui, de um tema desafiador: a indústria 4.0, também conhecida como Quarta Revolução Industrial. A primeira revolução, como sabemos, teve início com as máquinas a vapor. A segunda, com as linhas de montagem, um conceito colocado em prática por Henry Ford há um século. A terceira ocorreu na década de 1970 com a chegada de computadores. E a quarta, que vivenciamos hoje, vai além da integração de equipamentos e robôs. Ela consiste em algo bem mais complexo: a análise e a integração de todo o ciclo de vida de um produto ou processo, criando uma ponte para que o cliente passe a influenciar no sistema de fabricação, no desenvolvimento de produto e na integração destes.

O problema é que, enquanto se adapta a essa mudança (um estudo recente feito pela Confederação Nacional da Indústria mostra que apenas 48% das empresas industriais do País utilizam pelo menos uma tecnologia digital), o brasileiro já tem que se preparar para outra.

Trata-se da Empresa 4.0, que nos próximos cinco anos vai exigir que as companhias interajam de acordo com as expectativas dos seus clientes. O desafio é ainda maior se considerarmos que a gente mal consolidou o omnichannel, que ao contrário da multinacanalidade diz respeito a canais 100% integrados.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

Em suma, se estamos na era da Indústria 4.0 vamos ter que nos preparar também para a gestão de uma nova empresa: a 4.0. Nela, o conceito de omnichannel passará a fazer parte das diferentes áreas da organização – do desenvolvimento de um produto ao delivery. Ao que tudo indica, em um futuro breve, cada consumidor terá o seu Assistente Virtual Pessoal (AVP) – um AVI que por meio da Internet das Coisas vai fazer a interface entre empresas, fornecedores e consumidores que serão providos de produtos de acordo com o seu ritmo de consumo. Não à toa, o CRM terá que ser muito mais ativo, pois terá que conhecer os hábitos dos consumidores.

O surgimento deste modelo de empresas 4.0, com uma gestão 4.0, vem, justamente, da necessidade que o consumidor tem de falar e de interagir. A indústria precisa entender isso. Temos várias pontas soltas e devemos atar esses nós para fazer uma entrega cada vez mais customizada e proativa. Quem não se preocupar com isso agora será engolido no futuro.

*Por Guilherme Porto, CEO da Plusoft

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.