5 dicas importantes antes de tomar a vacina da febre amarela

A Proteste preparou algumas dicas importantes para quem decidiu tomar a vacina da febre amarela. E a primeira é: “eu realmente posso?”

Por: - 7 meses atrás

Muitos brasileiros, com a chegada de 2018 e do verão não tem apenas lotado as praias, como de costume, mas também os postos de vacinação. Essa situação atípica está relacionada ao possível surto de febre amarela, que vem deixando muita gente preocupada.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

De olho na preocupação da população, a Proteste, entidade de defesa do consumidor, enumerou uma série de dicas importantes antes de tomar a vacina da febre amarela. E a primeira dica é: a imunização não é para todos.

As vacinas contra a febre amarela são seguras e eficazes

Se administradas de acordo com as normas do Programa Nacional de Imunizações, não há com o que se preocupar. Segundo diversos estudos realizados pelo Ministério da Saúde, as vacinas são seguras e eficazes.

Quem não deve tomar a vacina padrão

Como qualquer imunobiológico, há contraindicações e precauções. A vacinação está contraindicada para crianças menores de seis meses de idade e mulheres que estão amamentando bebês menores de seis meses de idade.

 

É muito importante o cumprimento dessas orientações, pois, a vacinação de forma inadvertida poderá desenvolver efeitos contrários graves pós-vacinação, como por exemplo, os mesmos sintomas da doença.

Existem muitas formas de se proteger contra mosquitos. Confira alguma de nossas dicas.

Quem deve tomar a vacina padrão

A vacinação para febre amarela é ofertada na rotina dos municípios com recomendação de vacinação nos seguintes estados: Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia, Maranhão, Piauí, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

 

As pessoas que vivem ou irão viajar para esses locais, desde que não apresentem contraindicações, devem tomar uma dose padrão da vacina para estar protegido durante toda a vida.

Uma única dose é suficiente?

Quem já se vacinou alguma vez na vida não precisa repetir a dose. A Organização Mundial da Saúde (OMS) já adotava a dose única da vacina desde 2014. O Brasil se juntou à OMS no ano passado, após o Ministério da Saúde estudar e ter garantia de que uma vacina protege para a vida toda.

Macacos não transmitem a doença

É importante saber que a febre amarela é transmitida apenas por meio de mosquitos (gêneros Haemagogus e Sabethes no ambiente silvestre). O último caso de febre amarela urbana foi registrado no Brasil em 1942, e todos os casos confirmados desde então decorrem do ciclo silvestre de transmissão.