Clientes da Amazon denunciam fretes abusivos no marketplace

Alguns produtos do marketplace da Amazon foram entregues a custos muito acima da média. A Amazon foi acionada pelos consumidores

Por: - 3 semanas atrás

A operação massiva da Amazon em todo o mundo vem enchendo os olhos e virando o grande exemplo de gestão no varejo. Mas como toda grande empresa, os problemas aparecem, sobretudo, quando o assunto envolve os sellers de um marketplace. Confira a edição online da revista Consumidor Moderno! A regra sobre as responsabilidades logísticas e de entrega são claras: os sellers arcam com esses quesitos. No entanto, a fiscalização é feita pelo marketplace, neste caso a Amazon, que vem enfrentando, nos Estados Unidos, reclamações de clientes que foram induzidos a pagar fretes caríssimos e injustificáveis pelas empresas terceiras. A confiança na Amazon se abala com esses clientes, pois a idoneidade do terceiro deveria, alegam os consumidores, ter sido verificada previamente na formulação do contrato de uso dos serviços do marketplace.

Os casos

Duas delas, citadas pelo portal norte-americano Business Insider, usaram recentemente a plataforma da Amazon. Uma das clientes, Lorie Galloway comprou um conjunto de 100 pratos descartáveis por US$ 24 e, sem perceber, o frete cobrado pela empresa terceira era de US$ 1080 (cerca de R$ 4000 na cotação atual). “Isso é loucura, são apenas pratos descartáveis”, disse Galloway ao canal NewsChannel 5, de Nashville. Em caso muito semelhante, Barbara Carroll, de Atlanta, foi cobrada pela quantia inimaginável US $ 7.455 por comprar uma leva de papéis higiênicos a US$ 88 no atacado da Amazon. Ela afirma à WBS-TV que chegou até a pensar que o valor não era um problema porque a Amazon iria resolver e que provavelmente era um erro. Para se proteger e evitar esse tipo de prática, proibida nos termos do contrato do marketplace, a Amazon diz para o cliente sempre verificar na última tela do processo de compra via site ou aplicativo se há algum abuso no frete.

Resposta

A Amazon reembolsou as despesas das duas clientes e emitiu comunicado à imprensa: “A Amazon está sempre inovando para melhorar e proteger a experiência do cliente. Temos políticas de venda com as quais todos os vendedores concordam antes de vender na Amazon e tomamos medidas contra aqueles que as violam e prejudicam a experiência do cliente. As violações de política podem resultar no cancelamento de listagens, na remoção de privilégios de venda, na retenção de fundos e na ação legal, dependendo de sua gravidade.