O negócio virtual do Real Madrid

O Real Madrid anunciou a contratação de um jogador. Acontece que essa não é uma notícia sobre esportes, mas sobre um negócio que une o mundo real e virtual

Por: - 1 mês atrás

O clube Real Madrid anunciou a contratação do jovem atacante inglês chamado Alex Hunter, de 19 anos. O que seria uma notícia sem muita importância para o portal Consumidor Moderno, na verdade, exibe a força do universo do eSports e o seu impacto no mundo real. Por quê? Primeiro que o clube realmente gastou dinheiro na contratação de um jogador que simplesmente não existe. Na verdade, ele é uma das estrelas do game Fifa 19, que será lançado no dia 28 de setembro. E a presença dele não se resume ao mundo virtual.

Veja o vídeo:

O anúncio foi feito no último dia 6 de agosto e publicado no site da empresa Eletronic Arts Sports e foi alvo de uma divulgação do próprio Real Madrid. Apresentado pela primeira vez no Fifa 1, Hunter é o personagem de um modo de jogo dentro do Fifa chamado “The Journey”. A ideia é que o gamer assuma o controle do jogador virtual em um modo de jogo que lembra um filme, sendo que cada jogo narra um momento dessa história.

A primeira parte do filme, presente no Fifa17, conta o início da trajetória de Hunter no campeonato. No ano passado, ele jogou do Los Angeles Galaxy. Este ano, ele jogará pelo poderoso Real Madrid.

No atua clube, Hunter vai jogar com a camisa 29. Na nota à imprensa, teve até depoimento de Hunter. “É tudo que eu sempre quis, simples assim”, disse Hunter.

O clube divulgou um vídeo da apresentação dele no clube, jogadas e até depoimentos de jogadores reais do clube, caso de Raphaël Varane, Dani Carvajal, Theo Hernández e Dani Ceballos.

Camisa

O que chama a atenção de toda essa história é que o Real Madrid extrapolou nessa transição entre o mundo virtual e real. Além dos depoimentos de jogadores reais, o clube passou anunciou a venda de uma linha de roupas com a logomarca do clube com o nome de Hunter. A camisa oficial, por exemplo, sai por US$ 145,95. Há também kits com camiseta, meias e calção para crianças, que sai por US$ 80,95. Há também uma linha de produtos para mulheres e até mesmo bebês.

Reprodução/ site Real Madrid

A ideia, no entanto, não é nova na vida de Hunter. O L.A Galaxy também vendeu camisetas com o nome do jogador virtual. Aliás, as camisetas de Hunter no seu ex-clube estão promoção e podem ser encontrada por US$ 114,99. O mais interessante é que também existem produtos na internet com o rosto de Hunter e que, ao que tudo indica, foram pirateados por alguém.

Hunter também vem se destacando fora do seu ex-clube e possui até mesmo uma conta oficial no Twitter. Ele possui 67 mil seguidores, um número muito inferior ao do craque português, Cristiano Ronaldo com os seus 73 milhões de followers. No entanto, o jogador virtual tem mais gente acompanhando o seu cotidiano na rede social que Angel Romero, jogador do Corinthians e que possui pouco mais de 40 mil seguidores.

Mas as aventuras de Hunter pelo mundo real não param por aí. No ano passado, ele foi a estrela de um comercial da Coca-Cola, publicado inclusive na página oficial da empresa. O vídeo ultrapassou a casa das 140 mil visualizações, o que deixaria muito Youtuber com certa inveja.

Hunter também protagonizou algumas campanhas em redes sociais para a Adidas.

Reprodução

Ele existe!

Alex Hunter, de fato, não existe. No entanto, o rosto e todo o corpo foram desenhados a partir de uma pessoa real – e até mesmo conhecida. Trata-se de Adetomiwa “Tomiwa” Edun, um ator britânico nascido na Nigéria. Ele é uma figura conhecida no cinema e na televisão, tais como Sir Elyan, no programa de televisão Merlin, Marcus Young em Bates Motel, além de participações em séries como Doctor Who, Lúcifer e muitas outras.

IMDB/ reprodução

Em outras palavras, esse é mais um papel na vida do ator. Será que o videogame é o mais novo palco para a atuação de atores e também uma nova forma de renda para o mundo real?