Autor

Graziela Di Giorgi

Graziela Di Giorgi é sócia da Wake (ex-Opt-Inn), diretora Brasil da SCOPEN, escritora do livro O Efeito Iguana, professora do IED e da ESPM e mentora do Programa InovAtiva Brasil

O Big Nada na construção da Loser Experience

Por: - 1 ano atrás

“Transformar as pessoas em números é o que muitas empresas ainda insistem em fazer, míopes à oportunidade em oferecer experiências mais relevantes”

Como as empresas podem diminuir a dificuldade para aprovar uma ideia inovadora?

Por: - 5 meses atrás

O ser humano tem aversão à perda – e isso pode impactar diretamente o processo decisório de uma empresa ao analisar uma ideia inovadora. Assista e entenda

Amplie suas mini-certezas

Por: - 1 ano atrás

“Ampliar a nossa visão limitada serve para propor melhorias e validar se a nossa ideia é boa realmente para mais alguém além de nós mesmos”

Medite, logo inove

Por: - 1 ano atrás

“A meditação é um meio poderoso para adquirir o autoconhecimento, através do aumento da consciência do funcionamento da nossa mente”

O que nos impede de inovar?

Por: - 8 meses atrás

“Empresas inovadoras sabem que errar faz parte de um caminho nunca trilhado e, por isso, ao invés de punir pelo erro, buscam o aprendizado que ele traz”

Necessidade-alvo é o novo público-alvo

Por: - 1 ano atrás

“É a necessidade o verdadeiro alvo a ser alcançado. É ela quem permite a qualquer público escolher os serviços que resolvam seus problemas particulares”

TV CM: As 5 etapas de aprovação de uma ideia dentro das empresas

Por: - 6 meses atrás

Confira a análise da nossa colunista Graziela Di Giorgi sobre a pirâmide pela qual uma nova ideia costuma navegar dentro de uma empresa

Você é o seu CV?

Por: - 1 ano atrás

“Suas escolhas refletem quem você é pela experiência e pelo que priorizou para tomar decisões. A partir dessa experiência você desenvolverá novas habilidades”

Quando as empresas confundem valor com vendas

Por: - 11 meses atrás

“Valor só se traduz em inovação quando as pessoas o reconhecem, não quando satisfaz a empresa. E vender deve ser entendido como consequência desse valor”

Ainda somos os mesmos, mas já não vivemos como os nossos pais¹

Por: - 7 meses atrás

“Não somos diferentes dos Millennials, nem dos Z’s, ou dos atuais Alphas. O que nos diferencia é como lidamos com a oferta manifestada a nossa volta”

Sua ideia pode estar engavetada por falta de enquadramento

Por: - 11 meses atrás

“Colocar-se no lugar de quem está do outro lado é o primeiro passo para aumentar o seu potencial de aceitação”. Veja o artigo e participe da reflexão

Ser rápido e ser escalável. Eis as questões

Por: - 12 meses atrás

Ter velocidade e ganhar escala são dois desafios vividos pelas empresas. Em artigo, Graziela Di Giorgi dá exemplos de quem foi capaz de lidar com isso