Copa turbinou TV aberta e mobile

Os investimentos publicitários em junho na Copa das Selfies chegaram à casa dos R$ 59,6 bilhões

 Nem só de selfies e check ins se fez a Copa do Mundo de 2014. Independentemente do alto valor de compra dos direitos das transmissões, a Copa do Mundo no Brasil parece ter sido um bom negócio para as emissoras de TV aberta no primeiro semestre de 2014. De acordo com informações do site Notícias da TV, comandado pelo jornalista Daniel Castro, no mês de junho os canais arrecadaram até 72% a mais do que na edição anterior do mundial. O levantamento é do Ibope Media.

Os investimentos publicitários em junho chegaram à casa dos R$ 59,6 bilhões, crescimento de 15% com relação ao mesmo período de 2013, que vale lembrar, contou com a Copa das Confederações. Nessa distribuição das fatias de verba, 62% do investimento foi destinado a TV aberta, 14% para os jornais, 6% para a TV paga e 5% para a internet.

Mas, durante a Copa das selfies, não foi só a TV aberta quem lucrou. De acordo com o instituto americano eMarketer, as estimativas do relatório apontam que o salto na publicidade móvel no país foi de 28%, atribuído, em grande parte, à realização do evento da Fifa no País. O índice para este período é quase o dobro da previsão para o próximo ano, que corresponde a 15%.






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS