Existe nova chance de confisco de bens no Brasil?

Será que existe espaço para algo semelhante ao que aconteceu nos anos 1990, do famoso Plano Collor?

Um dos temas que mais causa medo e revolta nos brasileiros que viveram durante o início da década de 90 foi o confisco de bens promovido pelo governo do recém-eleito Fernando Collor de Mello.

Você se lembra ou já estudou o que houve no passado? Viveu nesse período e sofreu com o confisco? Relembre:

80% de todos os depósitos do overnight, das contas correntes ou das cadernetas de poupança que excedessem a NCz$ 50mil (Cruzado novo) foram congelados por 18 meses, recebendo durante esse período uma rentabilidade equivalente a taxa de inflação mais 6% ao ano;

Substituição da moeda corrente, o Cruzado Novo, pelo Cruzeiro à razão de NCz$ 1,00 = Cr$ 1,009;

Criação do IOF, um imposto sobre as operações financeiras, sobre todos os ativos financeiros, transações com ouro e ações e sobre todas as retiradas das contas de poupança;
    
Foram congelados preços e salários, sendo determinado pelo governo, posteriormente, ajustes que eram baseados na inflação esperada;
    
Eliminação de vários tipos de incentivos fiscais: para importações, exportações, agricultura, os incentivos fiscais das regiões Norte e Nordeste, da indústria de computadores e a criação de um imposto sobre as grandes fortunas;
   
Indexação imediata dos impostos aplicados no dia posterior a transação, seguindo a inflação do período;
    
Aumento de preços dos serviços públicos, como gás, energia elétrica, serviços postais, etc;
    
Liberação do câmbio e várias medidas para promover uma gradual abertura na economia brasileira em relação à concorrência externa;
    
Extinção de vários institutos governamentais e anúncio de intenção do governo de demitir cerca de 360 mil funcionários públicos, para redução de mais de 300 milhões em gastos administrativos.

Logo que assumiu a Presidência, Collor e sua equipe econômica, capitaneada pela então Ministra Zélia Cardoso de Melo divulgaram seu plano ? que ficou conhecido como Plano Collor I.

No mês de julho, muitas pessoas desconfiadas em relação ao atual cenário econômico do Brasil entraram em contato com a Sandra Blanco, consultora de investimentos da Órama, para saber se existe a possibilidade de novas medidas de confisco de bens.

Será que medidas deste tipo podem ser tomadas novamente por aqui Para ajudar no entendimento do tema e tornar a interação mais agradável, a Sandra preparou um vídeo muito interessante sobre o assunto que você acompanha abaixo:

 

* Via Dinheirama

 

 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS