General Motors: mais recalls pelo mundo

Novo mega recall acontece pouco tempo após o escândalo do início do ano, com um recall gigantesco que pode ter causado 13 mortes e demorou mais de uma década para ser convocado

A General Motors convocou mais recalls pelo mundo. Agora o chamamento é de 511.528 carros Chevrolet Camaro, principalmente na América do Norte, porque os joelhos do motorista podem bater na chave e desligá-la da posição "ligado", causando perda de potência.

A GM disse que está ciente de três acidentes que causaram quatro ferimentos "leves" que acredita-se estarem relacionados a este problema. "O sistema de ignição do Camaro atende a todas as especificações de engenharia da GM e não está relacionado com os sistemas de ignição usados nos Chevrolet Cobaltos e outros pequenos carros incluídos no recall do interruptor de ignição", disse a GM em um comunicado.

No Brasil, os proprietários dos veículos Camaro, modelo 2012, data de fabricação de 19/1/12 até 17/5/12, com números de chassis de C9168246 a C9206504, a comparecerem a uma concessionária autorizada da rede (a partir de 17 de junho) para substituição do conector do chicote do airbag frontal ao lado do motorista. No comunicado, a empresa informa ter constatado uma não conformidade na conexão dos terminais de airbag frontal do lado do motorista que pode fazer com que o airbag fique inoperante. Em decorrência disto, pode ocorrer a não deflagração do airbag em eventuais colisões, podendo causar lesões graves na cabeça e na parte superior do corpo do motorista.

A GM realizou no início deste ano um recall que demorou mais de uma década para ser convocado, de 2,6 milhões de carros pequenos por causa de uma falha de ignição, que pode ser a causa de pelo menos 13 mortes. A presidente da montadora, Mary Barra, se explicou ao Congresso dos Estados Unidos sobre a demora, depois de a montadora anunciar mais um recall de 1,3 milhão de veículos ao redor do mundo para consertar problemas no sistema de direção.

A GM começou a convocar veículos com problemas em fevereiro, quando engenheiros descobriram problemas na ignição do Chevrolet Cobalt modelo 2005. O defeito desliga o carro repentinamente, cortando a energia para air bags e freios.

* Com informações da Reuters e Procon.
 

 






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS