Mercado de trabalho após os 40 anos: qual é o cenário?

A realidade corporativa para quem passou dos 40 anos. E toda essa dificuldade é reiterada por uma pesquisa inédita realizada pela empresa Vagas, de recrutamento e seleção, sobre o Mercado de trabalho para profissionais de 40 anos com os dois públicos envolvidos: empresas contratantes (426 respondentes) e os próprios profissionais (1594 entrevistados) para compreender sua empregabilidade no cenário atual.

Com o envelhecimento da população e o aumento de uma longevidade cada vez mais ativa e produtiva, falar sobre esse tema é essencial para a logística social dos próximos anos.  Dados do IBGE apontam que os idosos no Brasil deverão representar 26,7% da população (58,4 milhões de idosos para uma população de 218 milhões de pessoas), em 2060.

?Os resultados mostram duas visões quase antagônicas sobre critérios de seleção e contratação?, diz Rafael Urbano, da equipe de Inteligência da Negócios, que coordenou o estudo. Mas na hora de procurar por um emprego, cerca de três em cada quatro profissionais quarentões (72,6%) disseram que o mercado está ?muito difícil? ou ?difícil?.

Se procurar por uma nova oportunidade não está fácil, mudar de profissão seria uma boa alternativa? Para 26,3%, atuar em outra área valeria à pena. Outros 14,1% revelaram que pretendem abrir um negócio próprio. Quase metade (46,2%) não pretende mudar de profissão. Há 10,2% dizendo que vão continuar fazendo a mesma coisa.

Há aqueles também que buscam uma colocação no mercado de trabalho. A maioria (60,9%) trabalha e procura uma oportunidade de emprego melhor. Aqueles que não trabalham e querem se recolocar no mercado somam 32,6%.

Veja o infográfico com as principais conclusões da pesquisa:

QUARENTOES CM

Infográfico | Fernanda Pelinzon




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS