O crescimento do e-commerce sobre o varejo tradicional

Estudo da IBM, realizado com mais de 30 mil consumidores em 16 países, mostrou que mais de um quarto dos consumidores (27%), fez a sua última compra através da Internet

Uma nova pesquisa da IBM revelou que o ritmo acelerado do crescimento de vendas pela internet pode ofuscar as vendas no varejo físico – embora ainda os PDVs sejam o principal canal de vendas da maioria das companhias.

O estudo, realizado com mais de 30 mil consumidores em 16 países, mostrou que mais de um quarto dos consumidores (27%), fez a sua última compra através da Internet. Praticamente o dobro do encontrado na última mensuração com esse foco.

Entre as características principais apontadas pelo estudo estão: a agilidade da rede e, principalmente (o que podemos caracterizar como uma nova tendência), o compartilhamento de informações sobre os produtos e empresas. De acordo com a pesquisa, quase 40% dos entrevistados estão dispostos a fornecer o número de celular para receber mensagens de texto das empresas; enquanto 36% compartilharia sua localização via GPS; e 32% seus hábitos sociais.

Em relação a isso, a IBM aponta que os consumidores que estão dispostos a compartilhar dados pessoais com varejistas, também estariam interessados em receber algum tipo de benefício na troca. Porém, de acordo com a IBM, os consumidores acreditam que isso não ocorre, na maioria das vezes.

De acordo com a maneira e o dispositivo que estes consumidores realizam suas compras online, a pesquisa os dividiu em quatro diferentes grupos: tradicionais (19%), são os que menos usam tecnologia enquanto estão comprando; em transição (40%), usam a tecnologia mais para pesquisar algum produto ou obter informações do tipo; intrigados (29%), usam os novos recursos para navegação e compra; e os pioneiros (12%), fazem um uso constante de novas tecnologias, incluindo avaliar varejistas.

Via Ecommercenews e IBM




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS