Ferramenta promete reinventar a frente de caixa

Com sistema operacional Android e interface intuitiva, solução é voltada aos varejistas para facilitar a automação comercial

O crescimento esperado de 4,7% em 2014 do mercado varejista brasileiro tem feito novos empresários quebrarem a cabeça em busca de uma solução prática e que facilite a frente de caixa. Com o problema recorrente no Brasil identificado, Felipe Lachowski viajou para os Estados Unidos em busca de soluções convenientes para o mercado nacional. Foi assim que ele desenvolveu a pinGObox, produto único, com sistema inovador, contendo tablet, caixa registradora, impressora fiscal e meio de pagamento, sem que haja necessidade de comprá-los separadamente e realizar uma custosa integração.
 
Através do produto, o empresário não precisa mais se preocupar com diversos fornecedores, instalações complicadas e sistemas complexos. Pela internet, ele pode cadastrar todos os seus produtos, e quando o kit pinGObox chegar, basta ligar na tomada e começar a vender imediatamente. ?O empresário passará a ver a tecnologia como uma aliada e não como um desafio, possibilitando inclusive o acesso às informações de vendas, clientes e diversos outros itens em tempo real, e de qualquer lugar do planeta?.
 
Para chegar ao melhor conceito para o usuário, a pinGObox estabeleceu parcerias com empresários que testaram o produto durante seis meses, na região de São Paulo. E a facilidade no uso do dispositivo e entrega proporcionou 100% de conversão dos parceiros em clientes.
 
?A integração da tecnologia móvel com as regras fiscais e contábeis da lei brasileira foi o ponto de partida para a criação da pinGObox. Além disso, focamos nosso produto na área de experiência do usuário. Tudo o que fazemos, de ponta a ponta, começa e termina nesta área. É a nossa espinha dorsal. Isso garante que cada detalhe seja focado na interface amigável para nossos clientes?, explica Felipe Lachowski, diretor geral da pinGObox.
 
A pinGObox é composta por todos equipamentos necessários para automação comercial: emissão de cupom fiscal, gaveta para dinheiro, leitor de código de barras e o terminal Pingo, um equipamento que roda o sistema operacional Android. Além disso, o sistema conta com uma solução de meio de pagamento para que o empresário possa receber por cartão de crédito, débitos e vales, e até mesmo carteira digital.
 
?Este é um mercado onde aproximadamente 70% dos pequenos e médios empresários ainda não são automatizados e com potencial para crescimento de 13% ao ano em média até 2018, 400% mais do que o próprio crescimento da economia. É a tecnologia finalmente chegando ao varejista.?, finaliza Lachowski.




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS