Comércio de SP busca alternativas para alavancar Dia das Mães

De acordo com a pesquisa, ticket médio vai variar entre R$ 160 e R$ 200, com vendas puxadas principalmente pelos setores de vestuário, calçados e tecnologia

O comércio varejista tem buscado melhoria de diversas formas para as vendas para o Dia das Mães. No entanto, pesquisa realizada pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de São Paulo aponta mais uma vez consumidores cautelosos para o próximo feriado.

No Estado de São Paulo, expectativa de crescimento de vendas é de 1% em relação a 2013. Mesmo assim,  a Federação acredita que a Copa do Mundo vai garantir números melhores, começando pelo Dia das Mães, a segunda data mais importante para o comércio.

O presidente da entidade que representa os lojistas, Mauricio Stainoff calcula que, somados, os feriados de Dia das Mães, Copa do Mundo e Dia dos Namorados terão crescimento nas vendas de mais de 5%. Ele acredita que o turismo injetará dinheiro extra na economia.

De acordo com a pesquisa, ticket médio vai variar entre R$ 160 e R$ 200, com vendas puxadas principalmente pelos setores de vestuário, calçados e tecnologia, como smartphones e tablets. Os setores de alimentação também estão listados como os que alavancarão as vendas na data.

O Sebrae São Paulo também está otimista, mesmo com os resultados abaixo da expectativa esperados por especialistas do setor para o decorrer do ano. O Sincomércio de Araraquara fez uma análise interessante sobre as horas antecedentes ao feriado da Páscoa, quando os lojistas de todo o País tiveram que improvisar, reduzindo os preços dos produtos de última hora para conseguir vender o estoque e diminuir o prejuízo.

O órgão orienta os varejistas a utilizarem mecanismis como kits promocionais, parcerias com o comércio local, uso das redes sociais, embalagens e brindes, vale-presente, aperfeiçoamento de equipe e extensão de horários de atendimento.

Dicas do Sebrae:

– O cliente quer ser percebido e valorizado

– Promova a data nas redes sociais

– Utilize o mailing list/cadastro

– Invista na vitrine

– Planeje a localização dos produtos na loja

– Dê incentivos aos seus vendedores

– Distribua Brindes

– Planeje o Atendimento

Expectativa para as regiões de SP

A Federação de Lojistas de São Paulo analisou separadamente regiões importantes do Estado, que podem refletir nas demais unidades da Federação. Para o comércio do Bom Retiro, em São Paulo, o aumento de vendas esperado é de 0,5% em comparação ao mesmo período do ano passado. 

Na região do grande ABC, aumento igual: 0,5%. Lá, os setores que mais devem faturar são os de vestuário e calçados. Cosméticos, joias, eletrônicos e alimentação também serão bastante procurados. Em Praia Grande, litoral do estado, a entidade espera crescimento igual aos dois interiores: 0,5%.

Na região de Campinas, interior do estado, a expectativa é de estabilidade nas vendas com crescimento próximo a 0,7% em relação ao ano anterior. Em Ribeirão Preto, a expectativa é a mais positiva de todas as regiões pesquisadas: 2% maior que 2013. Em São José dos Campos, mais estabilidade e vendas fracas: 0,5%. 






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS