Varejistas investem cada vez mais em roupas plus size

C&A acaba de apresentar coleção inédita de lingeries do 46 ao 52, a ?Olook Curves?

As empresas do varejo da moda têm investido pesado nos tamanhos plus size. Este segmento de mercado no Brasil fatura em média R$ 4,5 bilhões todos os anos, correspondente a 5% do que ganha todo o setor de vestuário nacional.

De olho nesse nicho de mercado e no Dia das Mães, a C&A lançou linha de lingeries com oito modelos, chamada de Special for You? e disponível nos tamanhos 46 aos 52. A coleção tem sutiãs ?push up?, com e sem bojo; calcinhas nos modelos string, caleçon e biquíni; além de camisetes.

Os materiais utilizados variam entre rendas florais, lisas, microfibras estampada e lisas. Como estampa principal, o animal print. O acabamento das peças prima pelo conforto da mulher. Dentre as cores, o que predomina é o preto, buscando um ?ar mais sexy?, segundo a marca. As modelagens foram desenvolvidas para vestir e valorizar as curvas do corpo das mulheres.

A empresa, que é a maior no varejo online do País e quarta maior do e-commerce, a Olook, trouxe a moda fast-fashion também para os tamanhos maiores. Foi criada uma coleção destinada ao seguimento GG. A ideia, de acordo com os profissionais da marca, convidar as clientes a participar de um site que estimule a experimentação e a criatividade.

As peças são versáteis e trazem as tendências de moda em coleções mensais a um preço competitivo. O destaque também perpassa pelo animal print e floral, além das transparências. A numeração vai do 44 ao 52 e o preço médio é até R$200.

Outras redes

Apesar de a C&A ter entrado agora no segmento, muitas de suas concorrentes já possuem linhas especiais com tamanhos maiores, como as Lojas Marisa, Riachuelo e Renner.






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS