Micro empresas também podem engajar funcionários

Especialista em liderança, Monica Alvarenga, dá dicas de como engajar os funcionários de sua pequena empresa

Tempo de leitura: 2 minutos

29 de abril de 2014

 

Recente pesquisa da Dale Carnegie Training aponta que 64% dos empregados estão parcialmente ou totalmente desengajados. A consultora de comunicação organizacional e coach de lideranças e equipes, Monica Alvarenga enumera os principais fatores para engajar seus funcionários. Perspectiva profissional, confiança no líder, credibilidade no produto ofertado no mercado e nas relações que a empresa mantém com seus clientes (ética) contribuem para o engajamento do colaborador.

De acordo com a profissional, isso funciona mesmo em pequenas empresas, que não teriam recursos para investir em programas de treinamento e benefícios. ?Isso também já está comprovado que não é o mais importante para engajamento. Interessante observar que empresas pequenas e dirigidas pelo dono têm a confiança do consumidor maior que as demais, então porque não estender essa confiança ao colaborador??, questiona.

Confira algumas dicas de Monica Alvarenga para engajar seus funcionários

1) Escuta ativa/diálogo ? Poucos donos ou diretores de pequena empresas dedicam parte do seu tempo para ouvir seus empregados. Como desempenham muitas funções, às vezes negligenciam no diálogo e perdem a oportunidade, não só do engajamento, como também de obtenção de ideias para aumentar o diferencial do seu negócio.

2) Comunicação clara e transparente com todos os públicos ? O gestor ganha a confiança e estimula o engajamento por seu comportamento, Fala a verdade com seus empregados ? seja ela qual for ? e faz o mesmo com o seu cliente, sem o temor de se retratar caso algo não saia como o planejado. Todos erram e admitir erros e mostrar-se disposto a fazer melhor sempre contribui para o engajamento.

3) Preocupação social ? o Gestor que se envolve de alguma forma com sua comunidade, engajando-se pessoalmente em ações que redundem em melhorias sociais tbm acaba ganhando a admiração de seus empregados e consegue obter mais engajamento de suas equipes.

4) Resumindo, ele tem que ser crível em todas as suas ações, e isso inclui o produto ou serviço que oferta ao mercado. Assim o empregado confia nele, na empresa que ele dirige e acaba vestindo a camisa, ou seja, engajando-se mais.




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS