Março tem alta de empregos no setor de materiais de construção

Mês registrou queda de 3,9% nas vendas em relação a março do ano passado. Por outro lado, nível de empregos no setor cresceu 4,5%

Tempo de leitura: < 1 minuto

30 de abril de 2014

A Associação Brasileira de Materiais de Construção (Abramat) divulgou ontem (29) que no mês de março, vendeu-se 3,2% menos materiais de construção que em fevereiro. Se comparado com março de 2013, resultado foi ainda pior: 3,9%. O acumulado do trimestre foi de aumento de 0,9% em relação a janeiro, fevereiro e março do ano passado. 

O estudo também compara os últimos doze meses, ou seja, abril de 2013 a março de 2014 e descobriu um crescimento de 3%. A notícia boa é que o nível de emprego no setor no mês de março apresentou crescimento de 4,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Novamente, o fato de o mês de março desse ano ter menos dias úteis que o mesmo mês do ano passado influenciou no resultado. Os especialistas da Abramat explicam que há fatores que ainda podem reverter ?total ou parcialmente? o resultado ruim do primeiro trimestre. De acordo com a entidade, o ano eleitoral fomenta a ?retomada de obras da infraestrutura, varejo mais forte, obras dos eventos esportivos, manutenção do credito para o setor imobiliário e para reforma de imóveis?

O presidente da Abramat, Walter Cover, justifica o pessimismo das empresas com o fato de as vendas no varejo estarem retraídas e o setor imobiliário se recuperando muito lentamente. ?Os juros mais altos do crédito para as famílias e a retração da economia como um todo afetam negativamente os planos de reforma das moradias?, disse.

 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS