Cinco dicas de investimentos para a Copa do Mundo

Como aliar a expectativa pela demanda às estratégias certas para o evento internacional? Investindo da maneira mais certeira

Durante anos houve uma corrente de otimismo em relação à Copa do Mundo no Brasil e o impacto que terá na economia mas, conforme o evento vai se aproximando, as expectativas em relação à chegada de turistas e ao aumento do consumo ainda é duvidosa. Ao mesmo tempo em que o evento pode ser uma grande alavanca para os negócios, pode também ser uma armadilha se a demanda esperada não se confirmar.
 
De acordo com André Brunialti, diretor do Grupo Avanth de consultoria empresarial, o pequeno empresário não deve deixar de investir para lucrar com este grande evento, mas precisa tomar cuidados. Ele dá algumas dicas:
 
? Negocie estoque consignado ? O investimento exagerado em estoque podem ser um grande problema para o empresário. Um restaurante, por exemplo, pode ter prejuízo com a perda de produtos perecíveis. Já uma loja de roupas e acessórios pode ficar com produtos com a bandeira do Brasil encalhados caso o País seja eliminado da Copa. A dica neste caso é negociar com fornecedores o máximo de produtos em consignação. Caso a grande procura não se confirme, os produtos são devolvidos ao fornecedor, que pode dar a eles outra finalidade.

? Faça contratos de trabalho ? Caso seja necessário contratar pessoal para poder atender um maior número de clientes, opte por contratos de trabalho com tempo determinado, preferencialmente até o fim do período da Copa. Dessa forma, o empresário evitará possíveis ações trabalhistas caso não possa mais contar com estes profissionais após o fim do evento.

? Tenha cuidado com empréstimos ? Se for preciso recorrer a bancos para investir no negócio, tenha cuidado para não se endividar demais. Avalie as melhores taxas e sua capacidade em cumprir com as parcelas mesmo no pior cenário de demanda possível. Muitas empresas quebram por não conseguirem honrar seus compromissos de crédito.

? Reinvista no negócio ? Caso a demanda se confirme e a empresa amplie seus lucros no período da Copa, não corra para quitar as dívidas contraídas. Aproveite o dinheiro extra para investir no negócio. Normalmente, após picos de demanda, existe um aumento natural do faturamento em relação aos níveis anteriores. Reinvestindo, o empresário estará preparado para absorver este crescimento e crescer ainda mais no longo prazo. Dessa forma, conseguirá honrar seus compromissos normalmente mês a mês.

* Para mais informações sobre investimentos no varejo, acompanhe a cobertura do Seminário de Investimentos NOVAREJO, que acontecerá no dia 7 de maio.




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS