Correios investe em nova marca e redesenha processos internos

Nova fase da empresa permitirá a expansão dos negócios e contribuirá para melhorar o engajamento e, consequentemente, diminuir o turnover

Tempo de leitura: 4 minutos

8 de maio de 2014

Com a aprovação da Lei 12.490 em 2011, o estatuto dos Correios foi alterado, permitindo que sua atuação fosse ampliada, expandindo os horizontes dos negócios. Agora a empresa poderá oferecer serviços postais eletrônicos, que combinam formas de envio e recebimento de comunicação física e eletrônica de forma integrada.

A estatal poderá ainda comprar ações de empresas já constituídas, visando ampliar seu processo produtivo, firmar parcerias comerciais para agregar valor à marca, consistir subsidiárias, atuar no exterior e em segmentos financeiros e de logística integrada.

Junto às novidades, surgiu a necessidade de a marca renovar sua identidade visual para acompanhar a evolução dos negócios. Desde 2012, os executivos já pensavam no assunto. Na época, pesquisas de marca apontaram que a imagem símbolo dos Correios já não estava mais condizente com os novos momentos.

A Consumidor Moderno conversou com o presidente em exercício dos Correios, Nelson Luiz Oliveira de Freitas. Ele é vice-presidente de Gestão de Pessoas e ocupa o cargo por conta das férias do presidente Wagner Pinheiro.

Para Freitas, os pilares da marca Correios são representados na nova assinatura visual, na expressão do símbolo em 3D e no design das letras. ?A marca se apresenta mais moderna e amigável, sendo o movimento das setas traduzido na expressão de um abraço?, explica.

Para revitalizar uma marca que ficou vigente por mais de vinte anos, foi contratada através de licitação uma consultoria especializada para colocar em prática um projeto integrado de gestão de marca de modo a tornar as decisões mais alinhadas à visão estratégica da empresa.

?O processo passou por diagnósticos de imagem e gestão com diversas pesquisas, análise documental, definição da plataforma de identidade de marca, design da assinatura gráfica, definições de arquitetura de marcas e desenvolvimento da identidade visual?, ressalta o presidente.

Do ponto de vista de gestão, Freitas entende que o alinhamento de processos e mensagens relacionadas à estratégia da marca corporativa tornará os valores, a missão e os objetivos da empresa mais claros para o público.

Engajamento

A nova fase da empresa prioriza a proximidade, flexibilidade e dinamismo. O redesenho de processos e governança corporativa ressalta a importância do envolvimento dos trabalhadores e de acordo como presidente, as novas medidas poderão auxiliar na diminuição no turnover e no engajamento dos colaboradores.
 
?Diante deste cenário, os colaboradores têm novas perspectivas de atividades e, portanto, motivação para os negócios que estão por vir, fato que pode auxiliar em sua fidelização?, afirma.
Para conquistar seus funcionários, os Correios oferecem série de benefícios, como Assistência Médico-Hospitalar e Odontológica, Plano Postal Benefício Medicamento, Auxílio para dependentes com deficiência, Auxílio Creche, Auxílio Babá, Vale-Transporte, Vale-Transporte Rodoviário, Vale-Cultura, Vale-Refeição; Vale-Cesta e prorrogação da Licença Maternidade de 180 dias.

Um dos mecanismos utilizados para mensurar a satisfação dos empregados dos Correios é a pesquisa de clima organizacional, que constitui uma das etapas do processo de Gestão do Clima Organizacional. 

?Estimulamos os colaboradores a aplicar seus talentos, buscando a excelência no desempenho, preservando a qualidade na prestação dos serviços e, consequentemente, conseguindo que as metas corporativas sejam alcançadas?, conta o presidente.

Novo estatuto
Nelson Luiz Oliveira de Freitas enumera também as mudanças que estão acontecendo na estatal depois da alteração do estatuto, que demandou um investimento de R$ 1,18 bilhão nos últimos três anos, principalmente na infraestrutura.

Só no projeto de modernização do parque de tratamento, serão investidos R$ 900 milhões até 2017. Será implantado o primeiro centro de digitalização de objetos postais com o Correio Digital, em Brasília. O projeto capta eletronicamente dados dos clientes para geração e entrega física de objetos postais.

Os carteiros agora estão utilizando smartphones para captura e disponibilização de informações de entrega em tempo real. No site dos Correios, foi ativada uma página de rastreamento, oferecendo aos clientes mensagens mais claras sobre a entrega e disponibilizando a funcionalidade de envio de SMS.

A ouvidoria da empresa foi reativada e um novo serviço de informações ao cidadão, implementado. No setor de logística, a empresa firmou parceria com a Empresa de Planejamento e Logística do Ministério dos Transportes para que os Correios. Objetivo é que os Correios passem a induzir o desenvolvimento de empresas e negócios, através de plataformas logísticas.

Parceria firmada com a Apex-Brasil possibilitará o início da expansão no exterior. O primeiro escritório de prospecção de negócios será aberto em Miami. Outra parceria, esta para atender às necessidades de responsabilidade social, foi fechada com a International Post Corporation, com expectativa de reduzir em 20% a emissão de carbono gerada pelas atividades da estatal até 2020.

Novidades na estatal

O Ministério das Comunicações autorizou os Correios a explorar os serviços de telefonia móvel virtual (MVNO). De acordo com o presidente, as tratativas a respeito com o correio Italiano da constituição da empresa que irá explorar o MVNO estão em andamento.

?Estamos debatendo os acordos necessários para a formalização da parceria. Nossa expectativa é de que esses acordos sejam assinados até o final do ano, para início das operações em 2015?, adianta.

A atuação dos Correios nos serviços postais eletrônicos é mais um esforço no sentido de modernização dos negócios da empresa. Os Correios desenvolveram projetos para atender a demanda crescente de seus clientes por soluções de comunicação em ambiente digital.

Uma dessas soluções é a parceria com a VALID e se constitui como uma concepção de comunicação multicanal. Segundo o presidente, as tratativas com a VALID estão em andamento, mas como se trata de parceria ?estratégica?, está sob o ?compromisso de confidencialidade?.

Uma nova instituição financeira está sendo desenvolvida pelos Correios em conjunto com o Banco do Brasil e deverá ser lançada no segundo semestre de 2016. Segundo Nelson Freitas, a estatal desenvolve um projeto piloto em 70 agências dos Correios, onde estão em testes os conceitos para o novo negócio. Serviços como abertura de contas, novas linhas de crédito e atendimento mais focado nas operações financeiras são alguns dos itens em análise pelo Banco Postal.

?Ainda em decorrência do trabalho conjunto com o Banco do Brasil poderão ser oferecidos, entre o final deste ano e início do próximo, produtos como consórcio e seguros. Recentemente, foram disponibilizados a toda rede de agências dos Correios os produtos de crédito ?Consignado INSS? e ?Consignado 13º??, conclui.

* Leia mais sobre engajamento na edição #194 da revista Consumidor Moderno.

 

Leia mais:

Benefícios andam de mãos dadas com o engajamento

TIM disponibiliza carregadores em lugares públicos de três capitais

Relação com empresas precisa ser representativa para o cliente

 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS