Cuidados ao comprar o presente do Dia das Mães

É bom ficar ligado. Lojas comercializam o mesmo produto com até 127% de diferença no preço.

Por: - 5 anos atrás

Com a empolgação de comprar o presente para o Dia das Mães, o consumidor pode acabar pagando mais do que o necessário. A dica é: mesmo depois de escolher o produto, ande por outras lojas comparando o preço e até pesquise na Internet antes de comprar.

No final do mês passado, o Procon fez uma pesquisa comparativa de produtos voltados para a data. Na capital, foram coletados os preços de dez grandes lojas do varejo distribuídas nas regiões norte, sul, leste, oeste e centro do município. A maior diferença de preço registrada é de 127,52% nos preços da prancha de cabelo Titanium 450, série colors, da Taiff.

 

Já nas cidades do interior, a maior diferença de preço registrada é de 127,47% também em um prancha de cabelo, só que dessa vez do modelo Ceramix IR da Gama Italy e a menor variação ficou por conta da prancha de cerâmica da Taiff com 43,05%. 

O levantamento foi feito em 71 lojas de cidades de Bauru, Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sorocaba e Votuporanga.

A comparação dos preços envolveu depiladores, modeladores, pranchas, secadores, smartphones, tablets, cafeteiras, expresso, fritadeiras e panelas elétricas, de diferentes marcas e modelos.

O consumidor deve avaliar as formas de pagamento, descontos, juros em caso de parcelamento e eventual cobrança de frete e se o valor do produto, ou das parcelas ? em caso de pagamento parcelado/financiado ? não irá comprometer o orçamento do mês em que a compra foi realizada ou dos meses subsequentes. É muito importante também solicitar a nota fiscal.

Na hora da compra o consumidor deve estar atento aos produtos em exposição. Todos os itens devem apresentar seus preços de forma clara e ostensiva. Se existe a opção de parcelamento, a mercadoria deve conter os dois preços: o total à vista e as parcelas. O lojista deve informar também quais são os juros praticados, número e periodicidade das prestações, no caso de pagamento a prazo.

Clique aqui e confira a pesquisa completa

Leia Mais:

Conheça a lista negra do Procon com sites não confiáveis

Liquidações: tentação para o consumidor e risco de dívidas