Uma odisseia viralizante

Em outras épocas, exploradores, aventureiros e escritores percorriam o mundo buscando o assombroso. Hoje, a Internet nos expõe a milhares de maravilhas por minuto. Em Verne, estão as que nos fascinam.

O parágrafo acima é a descrição da nova página de conteúdo para Internet do periódico espanhol EL PAÍS. Batizado de Verne ? clara homenagem ao escritor francês de aventuras fantásticas como ?Vinte Mil Léguas Submarinas? e ?A Volta ao Mundo em 80 Dias? – o website (com Twitter e Facebook) explora os assuntos na Internet que criam e descobrem conteúdos virais para redes sociais.

olho3Generalista, porém, dirigida ao publico jovem e usuário de tecnologias móveis, Verne publicará a cada dia assuntos variados e atuais – sempre tendo o espantoso como prisma para enfocar a realidade. A nova página, segundo informou o jornal em nota oficial em seu site, estará em constante desenvolvimento; infográficos, gifs animados, vídeos, listas, fotos, ilustrações e todos os outros formatos necessários para abordar de maneira diferente os temas mais comentados na rede serão utilizados pela equipe de conteúdo.

?Pensamos naqueles leitores que se interessam por atualidades, mas que não têm muito tempo para segui-las… o que hoje significa quase todo mundo. Estamos tão saturados de informação na Internet que necessitamos de novas narrativas que mantenham nosso interesse?, afirma Delia Rodríguez, diretora do Verne.

Delia terá um grande desafio pela frente. Entre eles, responder algumas questões: Por que milhares de pessoas decidem ver o mesmo vídeo, enquanto a maioria passa despercebida? O que nos leva a compartilhar uma notícia ou outra? Onde nascem as tendências da Internet? O objetivo de Verne, segundo a diretora, é ?contar as histórias que há por trás de milhares de likes?.

Dei uma checada no site – que está bem no inicio dos posts – e, na questão do design nada tem de espantoso, é básico, bem básico, aliás. Das notícias que me chamaram a atenção há uma sobre um meme com fotos de diversas livrarias ao redor do mundo que descreve o ?inferno? de seus atendentes. Placas entre pilhas de livros com a frase: ?Não lembro o título, mas a capa era azul?, foram feitas pelos próprios atendentes ironizando o cotidiano do atendimento.

olho2Outra, bem mais interessante, é sobre o projeto do fotógrafo autodidata Sandro Miller, que convidou o ator John Malkovich para um ensaio que reproduz retratos históricos dos fotógrafos que inspiraram Miller. Se chama ?Malkovich, Malkovich, Malkovich?, estará em exposição de 7 novembro a 31 e janeiro na Edelman Gallery de Chicago.

Uma empreitada que utiliza o poder do viral para impulsionar o compartilhamento de ?velhas novidades?, ou a tentativa de inserir a própria plataforma Verne nessa odisseia viralizante? As duas coisas, talvez.

Todavia, vale a pena acompanhar o desafio da equipe do Verne em explorar as curiosidades por trás desses fatos na busca de tornar o viral algo ainda mais compartilhável e, porventura, mais interessante.






MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS