IBGE aponta variação de 0,5% no varejo

Números referentes a maio foram divulgados nesta quarta (16). Cielo também divulgou índice

Crédito: Jacques Meir

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em maio o varejo nacional vendeu 0,5% a mais que em abril. A receita nominal apresentou queda de 1%. A média móvel variou em -0,1%. Em relação a maio de 2013, houve aumento de 4,8% para o volume de vendas e de 11,4% na receita nominal.

Com variação de 3,1% também no volume de vendas em relação a maio de 2013, o segmento de supermercados representa o principal impacto na formação da taxa do varejo, respondendo por 31% do total. A alta desse setor na pesquisa foi alavancada pelo aumento das vendas para o Dia das Mães. 

Desde 2000, a pesquisa mensal de comércio (PMC) do IBGE mensalmente norteia o varejo brasileiro, investigando a receita bruta de venda das empresas com vinte ou mais pessoas ocupadas. Clique aqui e confira todos os gráficos detalhadamente.

O Índice Cielo do Varejo Ampliado, que compreende 1,4 milhão de pontos de venda, também foi divulgado. A diferença entre a pesquisa do IBGE é que números se referem a junho e não a maio. No entanto, o resultado não foi diferente. Segundo a Cielo, a receita de vendas do varejo apresentou alta também de 0,5% (descontada a inflação) em relação a junho de 2013.

De acordo com o gerente de Inteligência da empresa, Gabriel Mariotto, o varejo deixou de crescer 1,5% por causa dos feriados decretados em dias de jogos da Copa. ?Sem eles, o varejo no Brasil teria crescido 2% em junho?, disse.

Na receita de vendas nominal, o crescimento foi de 8,1 % em junho na comparação com o ano passado. O crescimento das vendas por trimestre foi de 10,8%. No consolidado dos primeiros seis meses, o varejo cresceu 12,3% em receita nominal e 5,2% em receita deflacionada. Com ajustes de calendário, o crescimento foi de 10,9%. Dividido por regiões, o Centro-oeste foi o que apresentou melhor resposta: 11,3%, seguido pelo Nordeste ? 10%, Sul ? 9,4%, Sudeste ? 7,5% e Norte ? 8,6%.

Mundo

Os Estados Unidos, Reino Unido e China publicaram os índices de variação do varejo nesta terça (15). O Departamento de Comércio norte-americano indicou que o varejo na maior economia do mundo cresceu 0,2% em junho, resultado aquém dos 0,6% esperados.

No mês passado, avanço havia sido de 0,5%. Já o Conselho Internacional de Shopping Centers publicou que as vendas nas ?mesmas lojas? (unidades com mais de um ano) nos EUA subiram 5,9% em junho ante o ano anterior.

Bem mais aquecida, a economia chinesa registrou aumento de 12,4% em junho, frente ao mesmo mês do ano passado. Já em comparação a maio desse ano, crescimento foi de 0,96%. No acumulado do ano, o varejo chinês cresceu 12,1%.

Já no Reino Unido, as vendas no varejo em ‘mesmas lojas’ caíram 0,8% em junho na comparação com o mesmo mês do ano anterior, quando subiram 1,4%. Dados foram divulgados pelo British Retail Consortium.

Na sequência, os gráficos divulgados pelo IBGE e Cielo a respeito do varejo brasileiro: 

Período

Varejo

Varejo Ampliado

Volume de vendas

Receita nominal

Volume de vendas

Receita nominal

Maio / Abril

0,5

1,0

-0,3

0,4

Média móvel trimestral

-0,1

0,7

-0,3

0,5

Maio 2014 / Maio 2013

4,8

11,4

0,9

7,0

Acumulado 2014

5,0

11,2

1,4

6,9

Acumulado 12 meses

4,9

11,7

2,2

7,8

Leia mais:

Movimento no comércio cai 3,2% em junho

Alvida, Índia. Carrefour abandonará o país

Varejo americano gerou 40 mil vagas em junho

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Vídeos

VEJA MAIS

Revista Consumidor Moderno

VEJA MAIS