Visual merchandising para agregar valor

Evento da Abiesv discute como concorrência reforça a importância do visual merchandising

O futuro da decoração, arquitetura e design do varejo estão sendo debatidos neste momento no Hotel Reinassance, em São Paulo (SP), no 11º Backstage do Varejo, evento organizado pela Associação Brasileira da Indústria, Equipamentos e Serviços para o Varejo (Abiesv).

Na abertura, o presidente da entidade, Julio Takano, falou sobre a ‘cereja’ do bolo do design no varejo: o visual merchandising. “Quando os varejistas dizem para nós que o mercado está ruim, nós respondemos: está ruim, mas poderia estar pior. Então nosso conselho aos varejistas é que corram atrás, trabalhem e invistam em visual merchandising e, com certeza, as chances de sucesso melhorarão muito”, disse.

O estilista Valdemar Iodice, dono de uma das maiores marcas do País e presente nas principais semanas de moda do planeta, apresentou a palestra “Do fashion à passarela, a moda não tem fronteiras”, ao lado do jornalista Roberto Ethel. “Nossa marca está a serviço do fast fashion. Procuramos criar uma coleção para a passarela que sirva como conceito, tendência, mas sem nunca deixar de pensar na peça final que chegará ao varejo”,afirma.

No entanto, relembra que a renovação dessa identidade é essencial. “Hoje é mais difícil de criar do que há 25 anos porque há mais concorrência”, comenta. A última coleção da Iodice surgiu de uma viagem que Valdemar fez à Toscana. “A tonalidade geral das peças tem a cor do sol daquela região. Mas tudo sem fugir do DNA da marca. O estilo é como um leito de um rio. O que muda é a água que passa sobre ele, mas o leito sempre permanece o mesmo”, defende.

A professora de visual merchandising e proprietária da Vitrina, Sylvia Demetresco, traçou uma perspectiva histórica sobre o tema, frisando a fundamentalidade da prática para elevar o status dos produtos aos olhos dos consumidores.”No visual merchandising, conexões e coexistência se misturam para brincar, divertir e expor. Todo objeto cotidiano é movel, pode ser modificado e manuseado. Nosso trabalho é mudar ligeiramente a ordem das coisas, das palavras e do olhar para agregar valor à marca”, explicou.

O evento contará com mesa redonda coordenada pela consultora Beth Furtado, da Alia Consultoria, para debater o futuro do visual merchandising em um mundo cada vez mais globalizado, acompanhada do arquiteto da MAC Cosmetics, Maurício Mendes e o gerente de VM da Richard’s, Renato Freitas.

O evento será concluído com a apresentação da evolução dos manequins e as novidades apresentadas na última Euroshop 2014, nas palestras de Massimiliano Catanese, executivo da ALMAX Group e Jonas Noronha, diretor da MY Store Brasil. Confira mais informações sobre o evento no portal NOVAREJO.


Além da concorrência cada vez mais acirrada, o que provoca a necessidade cada vez maior de que os varejistas pratiquem o visual merchandising é a exigência do cliente. Nos dias 9 e 10 de setembro, acontece o Conarec, maior congresso sobre relacionamento com clientes e relações de consumo do mundo, que neste ano aborda o tema ?As novas dimensões da experiência do cliente?. O evento reunirá milhares de profissionais e lideranças das mais importantes empresas do país para debater conceitos e ideias inovadoras relacionados ao tema.

Acompanhe o Conarec nas redes sociais:


Leia mais:

O varejo das mil e uma noites

Os novos desafios do visual merchandising

O varejo no topo




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS