Inadimplência das empresas cresce mais de 7%

Segundo indicador SPC Brasil, é o quinto mês consecutivo de alta acima dos 7%

O número de empresas inadimplentes em agosto cresceu 7,64%, frente ao mesmo mês de 2013, segundo indicador calculado pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas). Este é o quinto mês seguido de alta acima dos 7%.

Segundo a pesquisa, as empresas do ramo de serviços, que apresentaram alta de 10,76% na inadimplência, influenciaram o resultado mais pesadamente. Elas representam 35,88% de todas as dívidas das pessoas jurídicas em atraso.

O segmento do comércio, por sua vez, registrou alta de 6,57% e participação de 49,64% no total de dívidas. Já a indústria apresentou alta de 7,77% e ocupa uma fatia de 9,84% no universo de dividas não pagas.

Segundo afirmou, em nota, a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, a participação do comércio dentre as empresas devedoras se deve ao seu crescente papel na cadeia de consumo. “Tendo em vista que muitas empresas do comércio desempenham funções não só frente ao consumidor final, mas também intermediam outras relações de negócio como atacadistas exercendo o papel de distribuidoras, o segmento ganha importante participação na economia e responde também pela maior parte da inadimplência”. explica a economista.

Para ela, “o aumento da inadimplência das empresas é reflexo do atual cenário de crescimento econômico em desaceleração, que aliado à manutenção dos juros em patamares elevados e à inflação no teto da meta cria dificuldades relacionadas ao pagamento das dívidas.

A queda na confiança do consumidor e o aumento da inadimplência dele também pesaram na capacidade de pagamento das empresas, segundo a economista.

Empresas de hospedagem e alimentação (13,46%) e transportes (10%) apresentaram as maiores variações. Já o setor da agricultura, que representa apenas 0,69% das dívidas em atraso, registrou alta de 4,39% no número de empresas inadimplentes.

Imagem: Shutterstock

Leia mais 

Cai número de varejistas preocupados com estoques

Inadimplência cai para o menor nível desde 2012

30% dos brasileiros se preocupam em poupar




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS