2014 sem cigarro: dicas ajudam a quem quer ser ex-fumante

Ano novo é época de resoluções e promessas para uma vida melhor e mais saudável. Vício tem um custo alto, não apenas para a saúde, mas também para o bolso e na produtividade

Ano novo é época de resoluções e promessas para uma vida melhor e mais saudável. Parar de fumar é uma das intenções mais frequentes com a chegada do novo ano. Essa é uma resolução que melhora a saúde física e alguns outros aspectos da vida de quem abdica do tabagismo.

Para se ter uma ideia, um fumante perde 20% do tempo de trabalho com o cigarro, ou seja, o vício também torna uma pessoa menos produtiva. Uma pesquisa sobre seguros de vida concluiu que os valores de seguros de vida para fumantes, homens e mulheres, aumenta cerca de 5%, pois as seguradoras levam
em consideração aspectos de riscos causados pelo fumo como problemas  respiratórios, hipertensão e problemas cardíacos.

Sem falar nos valores mensais gastos apenas com os cigarros: se um maço custa em média R$ 7, em dez dias o custo do vício é de R$ 70. Em um mês, mais de R$ 200.

Para ajudar aos que se propuseram a largar o vício, a responsável pelo Serviço de Psicologia do HCor – Hospital do Coração em São Paulo e coordenadora do Programa de Cuidado Integral ao Fumante, a psicóloga Silvia Cury Ismael, explica que para parar de fumar a pessoa precisa primeiro estar consciente de que o cigarro faz mal e ter o desejo de abandonar esta dependência química.

Depois precisa se programar para fazer isto em uma época não tumultuada. Final de ano não é a melhor data para parar, pois há muitas festas, muita bebida, que tira a pessoa do seu ritmo normal, e pode ser frustrante a recaída, tirando a coragem de começar de novo.

Portanto, é melhor o fumante se programar para o ano que vem sabendo o que, como e quando fará esta parada. Desta forma terá mais chances de conseguir a cessação do tabagismo. Segundo a psicóloga não basta apenas querer acabar com esta dependência no próximo ano, se o desejo não for plausível, pensado de forma objetiva e realizado por etapa. “Nesse período, as pessoas sentem necessidade de evoluir e conquistar metas como emagrecer, aderir à prática de exercícios, mudar o visual e parar de fumar. A maioria dos fumantes no Brasil pensa em parar de fumar, mas não conseguem. Sabemos que abandonar o cigarro é difícil, mas para quem deseja mudar este hábito, há tratamentos que auxiliam o fumante”, afirma.

Para quem já faz plano de abandonar de parar de fumar em 2014 é importante repensar a rotina e quebrar as associações que existem entre o fumo e a tarefas diárias. É necessário planejar atividades para colocar "no lugar do cigarro". Sendo assim é importante mudar a rotina e buscar atividades diferentes que ofereçam prazer e lazer sem o cigarro. “O fumante fica dependente da nicotina, considerada uma droga. É uma substância poderosa, pois atinge o cérebro em poucos minutos. É normal, portanto, que os primeiros dias sem cigarro sejam os mais difíceis. Ao parar de fumar você pode se sentir ansioso, com dificuldade de concentração, irritado, ter dores de cabeça e sentir aquela vontade intensa de fumar. Cada pessoa tem uma experiência diferente. Uns sentem mais desconfor to e outros não sentem nada. Mas não desanime, tudo isso vai desaparecer em algumas semanas”, acrescenta a Dra. Silvia Cury Ismael.

Veja algumas dicas da psicóloga para largar de vez o hábito tão nocivo e começar 2014 de maneira realmente diferente:

– Escolha um dia para parar de fumar de uma vez só;

– Tome água quando tiver vontade de fumar;

– Procure ler, caminhar e praticar atividades que distraiam a mente;

– Modifique sua rotina o máximo possível;

– Faça exercícios regularmente;

– Procure não substituir o cigarro pela comida;

– Escove os dentes logo após as refeições;

– Pratique relaxamento e exercícios de respiração;

– Tenha sempre em mente que o cigarro é um inimigo da saúde;

– Procure ajuda de especialistas se não conseguir parar sozinho.

 

Leia mais:

Vício em cigarro também impacta negativamente no bolso

Bituca de cigarro também é lixo e prejudica o meio ambiente

Animais são prejudicados pelo tabagismo de seus donos

 

 






MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS