Líquida e conectada

Coca-Cola muda abordagem para permanecer relevante junto aos Millennials

A Coca-Cola sempre foi um dos ícones da publicidade mundial, mas percebeu, há alguns anos, que vinha perdendo conexão com a nova geração de consumidores. Um público nativo digital, instantâneo, que não aceitava o discurso tradicional sem contestá-lo. 

Para a empresa, a saída foi reinventar seus produtos e, principalmente, sua comunicação. De uma empresa de refrigerantes para uma empresa que oferece conexão, felicidade e bons momentos.

“A geração dos Millennials quer mais autenticidade do que produtos, pois, com o amplo acesso e imensa quantidade de conteúdo disponível, o real valor está naquilo que as marcas representam”, afirmou Joseph Tripodi, CMO da Coca-Cola, em sua apresentação no World Retail Congress, um dos principais eventos de varejo do mundo. “Para o varejo isso significa que somente as empresas autênticas sobreviverão”, decreta.

A Coca-Cola sentiu na pele as transformações decorrentes do surgimento dos Millennials e tomou um caminho arriscado, porém desejado pelos consumidores: investiu no diálogo. “Mudamos nossa comunicação e passamos a utilizar conteúdo gerado por eles, em vez de apenas comunicar o que era nossa visão sobre os produtos”, diz o executivo. “Percebemos que não somos mais os donos de nossa marca, e sim os curadores do conteúdo”.

Como consequência, a empresa percebeu que precisava ser mais transparente e, ao mesmo tempo, sutil em sua abordagem de mercado, especialmente nas redes sociais. “Em vez de vender produtos, buscamos criar um ambiente em que o consumidor se expresse”, diz. “Nosso objetivo é ter advogados de nossa marca. É onde está o real sucesso”, completa.

NOVAREJO está em Paris para a cobertura exclusiva do World Retail Congress, um dos principais eventos de varejo do mundo. Acompanhe pelo www.portalnovarejo.com.br e na edição novembro/dezembro da revista impressa o que de mais importante acontece no congresso.

Leia mais

Uniqlo é premiada como varejista do ano

Brasil tem evolução rápida no mundo digital

O varejo segundo o Google

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS