Um retrato do varejo paulista de 2009 a 2013

Associação comercial cruza números e traça a evolução do setor por região e por categoria

Um estudo de oito páginas foi divulgado nesta quinta (6) pela Associação Comercial do Estado de São Paulo (ACSP), buscando identificar que elementos provocaram as mudanças no varejo paulista nos últimos cinco anos, além de expressar em quais regiões cada subcategoria é mais forte.

A ACSP apresenta a pesquisa contextualizando que o aumento da renda, a diminuição do desemprego, a expansão dos prazos de crédito e o consequente aumento da participação da população mais pobre na economia permitiu que o consumo das famílias se tornasse o ?principal motor do crescimento econômico?. No entanto, segundo a ACSP, essa aceleração diminuiu seu ritmo a partir de 2011.

O estudo da entidade mostra que o comércio paulista seguiu um caminho parecido ao da economia nacional e apresenta a variação das vendas em 16 regiões do Estado, além das subidas e descidas no emprego, setores que mais venderam dentro do varejo e porcentagem de participação das regiões e subcategorias no resultado estadual. Logo abaixo, confira as vendas do varejo restrito e ampliado no Estado neste período, lembrando que o ampliado inclui o comércio de automóveis e de materiais de construção.

Veja também como variaram as vendas em 16 regiões do Estado de São Paulo, que no geral aumentou em 20,5% o volume de conversões de 2009 a 2014

Clique aqui e confira as outras conclusões e demais gráficos apresentados pelo estudo da ACSP

Leia mais:

Varejo paulista fechará ano com vendas 2% maiores

Vendas em São Paulo caem 10,4% no semestre

Alento aos varejistas: vendas crescem 4% em SP






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS