H&M confirma que Brasil não está nos planos

2ª maior varejista de vestuário do mundo abrirá lojas na África do Sul, Índia, Peru e Taiwan em 2015

Crédito: Jacques Meir

A rede sueca de vestuário Hennes & Mauritz (H&M) confirmou hoje que pretende, em 2015, abrir suas primeiras lojas em quatro novos mercados: África do Sul, Índia, Peru e Taiwan. Além disso, iniciará as operações on-line na Bélgica, Bulgária, Eslováquia, Hungria, Polônia, Portugal, República Checa e Romênia.

Com isso, a H&M confirma a divulgação publicada pela revista Veja no último final de semana, segundo a qual, depois de anunciar a abertura da primeira loja em São Paulo, a empresa negociou com shopping centers mas, sem conseguir uma equação favorável, engavetou os planos ao menos pelos próximos 12 meses.

Segundo o ranking Global Retail Development Index, da A.T. Kearney, o Brasil é o quinto mercado emergente mais interessante para investimentos em varejo. Nem assim, porém, foi capaz de convencer os suecos a investir: o alto custo de ocupação, a carga tributária, a legislação fiscal complicada e o baixo crescimento previsto para a economia nos próximos anos confluem para que mercados de menor potencial, como Bulgária, Peru, Portugal e Romênia, sejam mais interessantes no curto prazo para a varejista.

Leia mais:

Gisele Bündchen arrisca cantar em comercial

Lucros da H&M sobem 20% no trimestre

H&M tem alta de 19% nas vendas em agosto

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Vídeos

VEJA MAIS

Revista Consumidor Moderno

VEJA MAIS