Inadimplência das empresas cresce 4,4% em outubro

Indicador da Serasa Experian mostra que cheques sem fundos puxaram a alta

A inadimplência das empresas aumentou 4,4% em outubro, segundo indicador da Serasa Experian divulgado hoje (25). O percentual foi verificado tanto na comparação com setembro como frente a outubro de 2013.

No acumulado de janeiro a outubro deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, o indicador teve alta de 7,1%.

Os cheques sem fundos foram os principais responsáveis pela alta do indicador em outubro, com variação de 22,9%. Já os títulos protestados tiveram crescimento de 3,3% e a inadimplência com os bancos aumentou 1,4%.

Já as dívidas não bancárias (junto aos cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica, água etc.) apresentaram ligeira queda de 0,1%.

Segundo economistas da Serasa Experian, a alta da inadimplência das empresas deve-se aos impactos da estagnação econômica e custo do crédito em ascensão sobre a saúde financeira das empresas.

“Se por um lado o enfraquecimento da atividade econômica prejudica a geração e caixa das empresas, por outro, o encarecimento do custo do crédito aumenta as suas despesas financeiras”, explicou a instituição em nota.

Leia mais

CNC revisa pra baixo expectativa de vendas de Natal

Confiança cai para o menor nível desde 2008

Franquias representam 34,5% das lojas de shoppings




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS