Vendas além dos muros

Internautas não querem saber de fronteiras. Mercados mais procurados são Estados Unidos e China

Com o objetivo de entender melhor os hábitos de consumo no e-commerce mundial, a PayPal desenvolveu uma pesquisa com 17,5 mil consumidores de 22 países.

Estudo foi divulgado nesta terça (25) e mostrou que os consumidores cross border ? aqueles que fazem mais de 10% de suas compras online em sites de fora de seu país de origem ? gastam, em média, duas vezes mais do que aqueles que compram apenas nacionalmente.

Os países que se destacam neste cenário são Áustria (83% fazem compras em e-commerces de outros países), Israel (82%) e Austrália (75%). Na outra ponta, os chineses são os que menos compram fora de seu país (26%), seguidos pelos Estados Unidos (30%) e Polônia (35%).

País

Motivadores de compras fora do país

China

Conveniência (49%)
Economia (33%)

Canadá

Conveniência (42%)
Economia (29%)

Brasil

Conveniência (48%)
Economia (36%)

México

Conveniência (48%)
Economia (25%)

Rússia

Conveniência (51%)
Economia (26%)

Reino Unido

Conveniência (43%)
Economia (39%)

Estudo mostra também uma mudança de comportamento dos consumidores da China, país o qual apresentou a terceira maior projeção de crescimento para as compras além dos muros no próximo ano, atrás apenas da Rússia (54%) e do México (59%).

Entre os números mundiais, a maior procura é por roupas e calçados, respondendo por 39% do total. Em segundo lugar, estão os eletrônicos, com 26%. Os mercados mais procurados pelos internautas são Estados Unidos e China, que acumulam 26% e 18% das vendas, respectivamente.

País

Principais categorias de produtos compradas 

China

1) Vestuário, calçados e acessórios (45%)

2) Produtos de beleza (38%)

3) Eletrônicos (31%)

Canadá

1) Vestuário, calçados e acessórios (45%)

2) Entretenimento e educação (itens físicos) (29%)

3) Brinquedos e Hobbies (17%)
4) Viagens e transportes (17%)

Brasil

1) Vestuário, calçados e acessórios (45%)

2) Eletrônicos (36%)

3) Produtos de beleza (27%)

México

1) Vestuário, calçados e acessórios (45%)

2) Eletrônicos (39%)

3) Entretenimento e educação (para download) (28%)

Rússia

1) Vestuário, calçados e acessórios (45%)

2) Eletrônicos (40%)

3) Brinquedos e hobbies (35%)

Reino Unido

1) Vestuário, calçados e acessórios (45%)

2) Produtos de beleza (19%)

3) Entretenimento e educação (itens físicos) (18%)

A nacionalidade que mais adquire produtos no maior mercado de e-commerce do mundo, o norte-americano, é a chinesa, com 33% do total de compras, seguido pelo Canadá (11%), Brasil, México, Rússia e Reino Unido, todos com 7% do marketshare do comércio eletrônico dos EUA cada um.

A maior preocupação (51%) de quem compra no exterior é com o custo de entrega. Para 47%, o frete grátis facilitaria a compra em outro país. Se o caso for de uma devolução por qualquer motivo, 51% classificam como ?essencial? a empresa não cobrar frete.

País

Principal barreira

Principal estímulo

China

Taxas alfandegárias/impostos

Modo de pagamento seguro

Canadá

Custos de frete

Frete grátis

Brasil

Demora na entrega

Frete grátis

México

Medo de roubo/fraude

Modo de pagamento seguro

Rússia

Medo de não receber produto

Frete grátis

Reino Unido

Custos de frete

Frete grátis

Clique aqui e baixe o estudo completo em inglês

Leia mais:

5 erros fatais para o e-commerce

1ª pesquisa nacional sobre o e-commerce brasileiro

As 5 forças de Porter aplicadas ao e-commerce




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS