Black Friday decepciona no varejo americano

Vendas no fim de semana de Ação de Graças ficam 11% abaixo do número de 2013, segundo a NRF

As vendas no varejo americano no feriado de Ação de Graças ficaram muito abaixo das expectativas. De acordo com a National Retail Federation, o faturamento do setor entre quinta-feira e domingo (incluindo a Black Friday, grande data promocional de início da temporada natalina) ficou em US$ 50,9 bilhões, 11% abaixo do resultado de 2013. As lojas tiveram um movimento de clientes também abaixo do esperado.

A expectativa de analistas do mercado e da própria NRF apontava para a melhor temporada de fim de ano da história, depois de semanas de declínio do preço dos combustíveis que, em tese, dariam aos consumidores mais fôlego financeiro.

A realidade, porém, foi bem diferente. As lojas com boas vendas na Black Friday americana têm foco em descontos, como Family Dollar, Walmart e Kohl?s, apontando para o fato de que os consumidores estão pouco dispostos a gastar em um cenário em que o mercado de trabalho não se mostra favorável.

A NRF, porém, deu uma explicação mais otimista para a queda das vendas na Black Friday. Segundo a entidade, muitas lojas começaram as promoções já no início da semana passada, buscando ganhar espaço frente à concorrência.

É o caso do Walmart, que promoveu 20 mil itens em suas lojas nas últimas semanas, o dobro do número do ano passado, além de ampliar o sortimento disponível online para 7 milhões de itens (contra um milhão há 12 meses). A NRF manteve a projeção de crescimento de 4,1% para as vendas nesta temporada de fim de ano.

Leia mais 

Movimento nas lojas cresceu 46% na Black Friday

Black Friday não impulsiona varejo físico

Black Friday tem vendas até 30% abaixo do esperado






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS