Walmart quer pagar salários maiores nos EUA

CEO da maior varejista mundial quer deixar de pagar o salário mínimo americano de US$ 7,25 por hora

O Walmart, maior varejista mundial e maior empregador nos Estados Unidos, costuma ser criticado pelos sindicatos por conta de baixos salários oferecidos aos colaboradores. Com 1,3 milhão de funcionários apenas nos Estados Unidos, a empresa pretende mudar essa imagem ruim.

O CEO da empresa, Douglas McMillon, disse que a empresa pretende pagar mais que o salário mínimo americano, de US$ 7,25 por hora, para todos os seus trabalhadores.

Na realidade a ação é simbólica, uma vez que 6.000 pessoas da folha de pagamento da varejista recebem esse valor, mas o anúncio feito por McMillon funciona como uma indicação de que a empresa pretende melhorar as oportunidades para as equipes de loja.

Segundo o Walmart, hoje o valor médio pago por hora para os colaboradores americanos que trabalham em tempo integral é de US$ 12,92, valor 78% acima do salário mínimo local.

Sem detalhar qual seria o valor mínimo a pagar aos trabalhadores ou quando isso acontecerá, McMillon disse que a empresa também analisará o uso de promoções e bônus para melhorar as oportunidades de crescimento das equipes.

Leia mais:

Bancos, o Walmart chegou

Walmart corta investimentos nos EUA

Novo Walmart.com fica ‘a cara’ do site da Amazon




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS