Uhelp proporciona caridade sem a necessidade de dinheiro

Apostando no voluntariado digital, a organização atende pessoas com deficiência física, visual ou cegueira, deficiência auditiva ou surdez e surdocegueira

A vontade de doar e ajudar instituições, ONGs ou pessoas nem sempre vem somada a tempo ou dinheiro. Foi pensando exatamente nisso que a Uhelp foi criada. Trata-se de uma organização sem fins lucrativos que viabiliza atendimento multiprofissional para melhorar a vida de pessoas com deficiência. Através da plataforma é possível fazer parte de uma ação social votando em sua história escolhida, sem necessariamente dispensar valores.

É possível sugerir novos casos na aba ?Envie sua História?. Todas as histórias recebidas passam por uma triagem e as pré-selecionadas recebem visita de uma assistente social qualificada. Depois é feita uma avaliação final, legitimando os casos de cada ciclo, de acordo com a elegibilidade.

Em seguida, cada história passará por uma avaliação multiprofissional para que sejam apresentadas as propostas de atendimento cabíveis ao caso em questão, considerando o tratamento médico e/ou de especialidades em reabilitação, aquisição de equipamentos específicos e recursos de acessibilidade que favoreçam a independência e autonomia da pessoa com deficiência.

Vanessa Dias, Diretora da Uhelp, enfatiza a participação das pessoas, ?nós construímos uma plataforma, pesquisamos as histórias, montamos os planos de atendimento multiprofissional, mas quem faz a história acontecer é o internauta. Apostamos totalmente no voluntariado digital e na disponibilidade das pessoas de se emocionarem com histórias reais e doarem seu tempo para votar e ajudar?.

A organização é a primeira entidade que permite ao internauta escolher o direcionamento dos recursos já captados. ?Nós disponibilizamos 20% da meta de atendimento de todos os casos a quem entra no site e vota. Esse valor vai completar as doações, fazendo as histórias acontecerem mais rapidamente?, conta Vanessa.

O site traz cinco histórias em cada ciclo de votação. O primeiro vai até o final de janeiro e duas histórias já estão em andamento. Com o trabalho de redes sociais e modificações no sistema de votação no site, a UHelp conquistou sua primeira meta para fechar o primeiro ciclo. ?Estamos no ar desde abril de 2014, mas realizamos as mudanças a partir de julho e aumentamos o engajamento?, explica Vanessa.

Confira o vídeo abaixo com mais detalhes sobre a Uhelp.

Com informações do portal Uhelp e assessoria de imprensa.

Leia mais:
Eu quero arredondar: incentivo à doação
ONG cria ?loja? para moradores de rua
Correndo ou pedalando, app transforma suor em dinheiro
 






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS