Alibaba apoia direitos LGBT na China

Campanha de Dia dos Namorados do marketplace Taobao envia casais para países onde casamento gay é permitido por lei

O marketplace chinês Taobao, pertencente ao grupo Alibaba, decidiu, no Valentine?s Day (comemorado ontem em vários países do mundo), tocar em uma questão ainda bastante delicada em seu país: os direitos dos gays. A empresa realizou a ação promocional We Do, em parceria com o Danlan, site focado no público LGBT, e com entidades que defendem os direitos dos homossexuais, para enviar 20 casais aos Estados Unidos e outros países nos quais o casamento de pessoas do mesmo sexo seja permitido por lei.

Essa é a primeira vez que o Taobao realiza esse tipo de evento. A empresa espera, com isso, ?aumentar o reconhecimento, respeito e entendimento a respeito do casamento gay na China?. O marketplace disse ainda que pretende realizar outras ações do gênero nos próximos meses.

Do ponto de vista de negócios, o We Do permite que o Taobao conheça mais a respeito do poder de consumo e dos hábitos da população LGBT chinesa. O hotsite da ação apresenta produtos de patrocinadores da iniciativa, como roupas de cama, e vende pacotes turísticos para cinco países (Estados Unidos, Holanda, Canadá, França e Nova Zelândia) em que o casamento gay é liberado. Um estudo realizado em agosto do ano passado mostrou que 23% dos homens gays ou bissexuais e 34% das mulheres fizeram viagens de cinco ou mais noites nos últimos 12 meses, número acima da média chinesa.

Leia mais

Alibaba cresce 40% no último trimestre de 2014

Alibaba e os investimentos no mercado brasileiro

JCPenney compra briga por Ellen DeGeneres

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Vídeos

VEJA MAIS

Revista Consumidor Moderno

VEJA MAIS