Fraudes no varejo representam 7,3% do total no País

Segundo pesquisa da Serasa Experian, setor registrou 12.251 fraudes em janeiro

O setor de varejo registrou 12.251 tentativas de roubo de identidade em janeiro deste ano – o que não revela nem aumento e nem queda frente ao mesmo mês do ano passado, segundo dados da Serasa Experian, divulgados hoje (23).

O número representa 7,3% do total de tentativas de fraude de identidade contra o consumidor no primeiro mês do ano. O roubo de identidade no varejo é quando o criminoso utiliza dados pessoais do consumidor para angariar crédito ou mesmo efetivar
compras no nome da pessoa.

Financiamento de eletrônicos e compra de celulares estão no topo das tentativas de fraudes, segundo a Serasa.

No mês passado, a tentativa de fraude desse tipo alcançou 168.944 – uma queda de 9,4% na comparação com janeiro do ano passado. Frente a dezembro, não houve variação significativa.

Segundo os economistas da Serasa Experian, a queda na comparação anual deve-se ao quadro recessivo da economia e da baixa confiança dos consumidores – o que diminui o potencial de atuação dos fraudadores.

Considerando os demais segmentos, telefonia respondeu por 42,3% do total de tentativas de fraude realizadas, queda em relação aos 45,2% registrados pelo setor no mesmo mês de 2014. Já o setor de serviços respondeu por 28% do total. No mesmo período no
ano passado, este setor respondeu por 27,6% das ocorrências.

O setor bancário foi o terceiro do ranking em janeiro deste ano, com 34.826 tentativas, 20,6% do total. No mesmo mês de 2014, o setor respondeu por 18,1% dos casos.

Leia mais 

Fraudes no m-commerce aumentam 70% em 2014

Tentativa de fraude no varejo cai 0,5% em 2014

4 razões para e-commerce adotar cartão de débito






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS