Fraudes no varejo caem em fevereiro

Ao todo, foram 11.600 tentativas, contra 12.251 de janeiro, segundo Serasa

O setor de varejo registrou 11.600 tentativas de fraude de identidade em fevereiro, segundo indicador divulgado hoje (23) pela Serasa Experian. Ao todo, o setor representou 8% das investidas contra o consumidor no País.

O número é menor que o registrado em janeiro, quando ocorreram 12.251 tentativas de fraudes. Também é menor na comparação com fevereiro de 2014, quando o setor representava 8,2% do total de tentativas de fraudes no País.

O roubo de identidade no varejo é quando o criminoso utiliza dados pessoais do consumidor para angariar crédito ou mesmo efetivar compras no nome da pessoa.

Ao todo, fevereiro registrou 145.534 tentativas de fraude contra o consumidor – uma tentativa de fraude a cada 16,6 segundos. Frente a fevereiro de 2014, houve queda de 4,8%, e em relação a janeiro de 2015, o número é 13,9% menor.

O menor número de dias úteis, por conta do Carnaval diminuiu a movimentação de consumidores nas lojas, bancos, financeiras, o que diminui as tentativas de fraudes.

Considerando os setores, telefonia continua na primeira posição da lista e respondeu, em fevereiro, por 41% do total de tentativas de fraude realizadas, aumento em relação aos 37,3% registrados pelo setor no mesmo mês de 2014.

Já o setor de serviços representou o equivalente a 27,6% do total. No mesmo período no ano passado, este setor respondeu por 31,7% das ocorrências.

O setor bancário foi o terceiro do ranking, com 21,6% do total de tentativas. No mesmo mês de 2014, o setor respondeu por 20,6% dos casos.

Leia mais

Fraude no e-commerce acontece mais na madrugada

Fraudes no varejo representam 7,3% do total no País

Fraudes no m-commerce aumentam 70% em 2014






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS