Construindo relações: 20 anos de Consumidor Moderno

Com uma história que se funde com a evolução do próprio consumo no país, a publicação é, acima de tudo, um convite à quebra de tabus

Por: - 4 anos atrás

Brasil, 1995. Há 20 anos nascia a publicação que redefiniria os rumos do consumo e das políticas voltada ao consumidor no país, com o início do Plano Real, Roberto Meir vislumbrou a evolução do consumidor brasileiro e a partir dessa evolução viu a chance de fazer do Brasil uma das mais avançadas sociedades de consumo do mundo. Uma visão que faz das empresas os grandes multiplicadores dessa visão. A partir disso surgiu a revista Consumidor Moderno, que escreveu e ditou as tendências, os conceitos e as práticas de relacionamento com clientes no Brasil.

Na noite do dia 26 de março, comemoramos esses 20 anos, em que  diversas iniciativas que colaboram com o desenvolvimento sustentado das relações de consumo no Brasil foram germinadas, como o Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente, Conarec, o estudo Empresas Que Mais Respeitam o Consumidor, o Experience Summit, A Era do Diálogo e Empresas Notáveis, além de diversas ideias e insights que fazem parte e colaboram com a evolução do consumidor brasileiro a cada edição.

“Temos que acreditar muito nas nossas cores. No Brasil temos a mania do copo meio vazio, mas nosso copo está muito cheio. Em 20 anos construímos uma sociedade de consumo das mais avançadas do mundo, como poucas baseada no respeito, avançamos no tratamento com clientes e colaboradores. Permitimos a entrada de consumidores das classes menos favorecidas com o mínimo transtorno. Vocês (as empresas) construíram esse modelo. Nossa defesa do consumidor é o melhor em gestão pública, empresários são o Brasil que dá certo, orgulho em qualquer lugar. Evoluímos como consumidores, agora precisamos evoluir como cidadãos. Nos próximos 20 anos queremos ter orgulho de escrever tudo de bom que vocês fazem”, afirma Roberto Meir, publisher e idealizador da revista.

 “As pessoas precisam ter a liberdade para ter a própria jornada e como temos acesso a informação e conexão com muitas pessoas pelos meios de comunicação queremos o mesmo das empresas. Aquelas que não tirarem os obstáculos da experiência desaparecerão”, afirma Ricardo Gorski, diretor geral da Interactive Intelligence.

A festa, que celebra não apenas os 20 anos da revista, mas também a evolução do consumidor, contou com um manifesto das empresas, sobre a importância da publicação para que se construísse a legislação de consumo mais avançada do mundo. Com a presença dos renomados chefs Wagner Resende, Erick Jacquin, Marcelo Magaldi.

Temos vinte anos, mas o espírito de uma criança: questionadora, curiosa, criativa e pronta para fazer diferente. Pronta para experimentar, ousar e inovar.

Hoje, nós comemoramos mais do que 200 edições, mais do que 20 mil páginas de conteúdo, publicações on-line, redes sociais, livros e os principais eventos corporativos do país. Mas, se estas 200 edições de Consumidor Moderno pudessem se unir e dizer só uma coisa,o que elas diriam? Há apenas uma coisa que poderia ser dita: continue a questionar.

11099785 842849909084161 191385328 n

Questionar o tratamento com o cliente, questionar os prazos, questionar a eficiência, questionar a burocracia, questionar modismos, as prioridades, os acionistas, a cultura. Questionar tudo. Pode ser que você já tenha até se acostumado com as coisas como elas são. Mas um Consumidor Moderno nunca se conformará. Nunca aceitaremos ser mal atendidos, esquecidos e colocados de lado ? simplesmente porque sempre foi assim. Para nós, as coisas não são e não serão ?sempre assim?. Por isso a Consumidor Moderno passou os últimos 20 anos construindo e solidificando relações.

Veja o vídeo especial comemorativo:

A festa contou com o patrocínio de A&C, Atento, Claro, Contax, Sky, Vocalcom, Almaviva, Altitude, Aspect, C.Nova, Genesys Prime, Netshoes, Nice, Oi, Plusoft, Teleperformance, Tivit e Verint.

Acompanhe os melhores momentos também em fotos e posts nas redes sociais, pela hashtag #CM20anos no Instagram, Twitter e Facebook.