Reduzir o uso de Facebook pode melhorar a depressão

Nova pesquisa descobriu que a atmosfera competitiva inerente ao Facebook anda lado a lado com os sentimentos depressivos.

Por: - 5 anos atrás

 Imagem | Rodrigo de Matos

 

Em um estudo intitulado ‘Seeing Everyone Else’s Highlight Reels: How Facebook Usage is Linked to Depressive Symptoms’ (algo como Vendo todos os outros se destacarem: como o uso do Facebook está ligado a sintomas depressivos), publicado no Journal of Social and Clinical Psychology da Universidade de Houston, a pesquisadora May-Ly Steers expande seus apontamentos prévios sobre os efeitos prejudiciais do Facebook, particularmente em relação às expectativas irrealistas de qualidade de vida que ele ajuda a criar.

?Embora os processos de comparação social sejam examinados em contextos tradicionais, a literatura começa a explorar comparações sociais em redes sociais?, afirma Steers.

Dois estudos com foco nos impactos do Facebook na saúde mental de seus participantes constataram que a comparação com outras pessoas e os sentimentos depressivos estão conectados.

?Isso não significa que o Facebook causa depressão, mas que os sentimentos depressivos e muito tempo gasto no Facebook e com pessoas se comparando umas às outras tendem a caminhar juntos?, explica. ?Um dos riscos é que o Facebool frequentemente nos dá informações sobre nossos amigos que não podemos nos privar, o que nos dá mais elementos de comparação?.

Ainda sobre o assunto, ela completa: ?Não podemos controlar o impulso de comparar porque nunca se sabe o que seus amigos postarão. Além disso, a maioria dos nossos amigos de Facebook tentem a postar coisas positivas que ocorrem em suas vidas em detrimento das ruins. Portanto, ao comparar sua vida às conquistas dos seus amigos, isso pode levar a crer que suas vidas são melhores e nos fazer sentir pior em relação à sua própria?.

A pesquisadora afirma que espera que o estudo possa destacar que os avanços tecnológicos nem sempre são positivos para a sociedade e guiar futuras intervenções que tenham como algo a redução do uso do Facebook entre pessoas propensas à depressão.

* Via The Independent | UK

 

Leia mais:

“Você talvez devesse considerar encerrar sua conta no Facebook”

Estudo aponta impacto do Facebook na economia brasileira e no mundo

Marcas desperdiçam tempo e dinheiro no Facebook e Twitter