Intenção de consumo beira o pessimismo

Índice registrou queda de 6,9% em abril na comparação com o mês passado, de acordo com a CNC

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) registrou quedas de 6,9% na comparação com o mês passado e 17,8% em relação a abril de 2014. O indicador está em 102,9 pontos.

Dos sete quesitos pesquisados pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), três estão na zona negativa, abaixo dos 100 pontos: Nível de Consumo Atual, Perspectiva de Consumo e Momento para Duráveis. Sendo esse último, com 78,9 pontos, o que apresentou maiores quedas, tanto no comparativo mensal, de 14,3%, quanto no anual, de 32,5%.

?A taxa de juros para o consumidor está num patamar bastante elevado, e a maior parte das famílias, 56,1%, consideram o momento atual desfavorável para aquisição de bens duráveis?, afirma Juliana Serapio, assessora econômica da CNC.

De acordo com a Confederação, as perspectivas em relação ao mercado de trabalho também pioraram. A maior parte das famílias, 53,7%, ainda considera o cenário positivo para os próximos meses, no entanto, o indicador vem caindo mensalmente. No mês de abril esse item registrou queda de 5,9% em relação ao mês anterior, e recuou 9,8% na comparação com o mesmo período de 2014.

Leia mais

Intenção de consumo em SP cai 13,7%

Intenção de consumo cai 14% e atinge menor nível

Intenção de compra cai para o menor nível




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS