Sudeste tem 22,6 milhões de inadimplentes

De acordo com o SPC Brasil, 35,7% dos consumidores têm registro em serviços de proteção ao crédito

A região Sudeste conta com 22,6 milhões de pessoas inadimplentes, registradas em serviços de proteção ao crédito. De acordo com o SPC Brasil, o valor corresponde a 35,7% da população de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais. Em termos absolutos, em seguida estão o Nordeste, com 15 milhões de devedores (38,7% da população), e o Sul, com 7,5 milhões (34,8%). As regiões Norte e Centro-Oeste têm 5 milhões (45,3% da população local) e 4,5 milhões (41,3%) de inadimplentes, respectivamente. Os dados se referem ao mês de março.

As regiões que mais contribuíram para alta nacional de 3,76% do indicador no mês de março em relação ao mesmo período de 2014 foram o Sudeste (1,11 ponto percentual) e o Nordeste (1,05 ponto percentual). O maior crescimento do número de dívidas no mês passado ocorreu no Norte (5,49%), seguido pelo Centro-Oeste (4,16%). A menor expansão anual do indicador ocorreu na região Sul (2,75%).

?O crescimento da quantidade de pessoas negativas reflete o difícil cenário macroeconômico dos últimos meses, com piora dos índices de emprego e confiança?, afirma a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti. Para a economista, porém, as taxas de crescimento da inadimplência têm sido discretas quando comparadas com a série histórica, o que reflete uma perda de fôlego dos índices nacionais. “Isso é reflexo da redução da base de crédito disponível na economia, já que os bancos comerciais estão concedendo cada vez menos crédito aos consumidores, e da queda do apetite para compras de bens ligados a financiamento “, explica Marcela.

Leia mais:
Inadimplência das empresas cresce 7,04% em março

Inadimplência do consumidor sobe no primeiro tri

Inadimplência desacelera em fevereiro




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS