Expectativa do consumidor é a menor desde 2001

Segundo Ibope, queda em abril foi de apenas 1%, mas suficiente para fazer o indicador ser o menor 

A expectativa do consumidor em relação à situação e projeções econômicas apresentou queda de 1% em abril, frente a março – o suficiente para fazer o Inec (Indicador Nacional de Expectativas do Consumidor) atingir o menor nível desde a série história, iniciada em 2001, segundo pesquisa do Ibope.

A queda veio após estabilidade registrada em março e, com isso, o índice acumula recuo de 9,3% no ano e está 8,9% menor do que o registrado em abril de 2014.

Para mensurar as expectativas dos consumidores, o Ibope avalia alguns componentes. Dentre eles, apenas a expectativa com relação a renda pessoal e situação financeira apresentaram alta, frente a março, de 11,9% e 7,7%, respectivamente. O quesito endividamento apresentou alta de apenas 0,3% no período.

Na comparação com abril do ano passado, todos os componentes apresentaram queda, com exeção da expectativa com relação às compras de bens de maior valor, que registrou leve alta de 0,7%.

Dentre os demais, o destaque ficou com a expectativa com relação ao desemprego, que caiu 19,7% na mesma base comparativa, seguida de situação financeira (13,4%), endividamento (11%) e inflação (7,8%).

Esses indicadores mostram, em resumo, maior preocupação do consumidor com o cenário macroeconômico.

Leia mais

Volume de vendas em SP cai 11,5%

Sudeste tem 22,6 milhões de inadimplentes

Intenção em adquirir financiamento cai em abril






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS