Inadimplência das empresas aumenta no 1º tri

Nos primeiros três meses do ano o crescimento foi de 12,1% na comparação anual, segundo Serasa

A inadimplência das empresas registrou crescimento de 12,1% no primeiro trimestre de 2015, na comparação com o mesmo período do ano anterior. É o maior percentual nesta comparação desde 2012, quando o índice subiu 21,1% no primeiro trimestre.

Os dados são do Indicador Serasa Experian de Inadimplência das Empresas, divulgado hoje.

Na comparação mensal, o mês de março deste ano teve alta de 11,9% em relação a fevereiro e na comparação com março do ano passado, o indicador cresceu 20,4%.

De acordo com os economistas da instituição, os motivos desse aumento foram: o fraco desempenho econômico neste início de ano (vendas do varejo estagnadas, produção industrial em declínio, etc.), prejudicando a geração de caixa das empresas; o aumento do custo financeiro (taxas de juros em ascensão e crédito mais difícil, especialmente para as micro e pequenas empresas); e o realinhamento de determinados preços administrados (energia elétrica, combustíveis, etc.).

Ainda segundo a Serasa, o valor médio dos cheques sem fundos cresceu 12,6% no primeiro trimestre do ano, na comparação com o mesmo período de 2014. O valor médio dos títulos protestados e das dívidas não bancárias também apresentou crescimento de 7,7% e 4,1%, respectivamente.

Já o valor médio da inadimplência com os bancos registrou queda de 15,0%. Confira na tabela abaixo:

tabela

Fonte: Serasa Experian

Leia mais

Inadimplência desacelera em fevereiro

Inadimplência das empresas cresce 7,04% em março

Inadimplência sobe menos no Sudeste




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS