DPZ&T: nasce uma das maiores agências de publicidade do Brasil

Publicis Groupe anuncia fusão entre DPZ e Taterka e a intenção de ampliar atuação no mercado brasileiro

Maurice Lévy, chairman e Chief Executive Officer do Grupo Publicis, esteve em São Paulo (SP) para formalizar o anúncio da fusão de dois ícones do mercado publicitário brasileiro: a DPZ e a Taterka. A DPZ&T será comandada por Eduardo Simon, como CEO, e por Tonico Pereira, na função de COO. Simon era sócio e COO da Taterka e Tonico, diretor-geral da DPZ. Junto com Paulo Giovanni, chairman do Grupo Publicis no Brasil, e Roberto Duailib, um dos fundadores da DPZ, eles apresentaram a nova agência ao público.

A DPZ&T será uma das maiores agências de publicidade do Brasil, unindo os dois portfólios de clientes, com nomes como Itaú, McDonald’s, Vivo e Natura. Com sede em São Paulo e escritório no Rio de Janeiro, a nova agência terá uma atuação que ultrapassa as fronteiras brasileiras, atendendo clientes, como McDonald´s e Natura, em países latinos.

?Tenho muito orgulho do trabalho dessas duas agências icônicas. A combinação entre DPZ e Taterka não poderia ser melhor. Logo que decidimos nos tornar uma empresa global, pensamos no Brasil e, desde então, com altos e baixos, acreditamos e investimos nesse mercado. Essa fusão é a demonstração disso?, comenta Maurice Levy.

 

Mudanças no mercado

Para ele, a fusão, como outras, faz parte de um movimento para se adaptar ao que o mercado pede. ?Se há algo que caracteriza nosso segmento é a mudança. Nós mudamos devido à evolução da mídia, do consumidor, dos anúncios, nós temos que nos adaptar às novas paisagens. Nós temos boas agências, chegamos a uma posição confortável. Mas, para o futuro, espero que façamos novos investimentos?, completa.

Mencionando a longevidade das parcerias com clientes das duas agências, Eduardo Simon concorda no que diz respeito às mudanças. ?Nossos relacionamentos com os clientes vem sendo construídos e reinventados, porque só assim se mantém. E essa é a grande oportunidade que temos de reinventar novamente e nos tornarmos referência em trabalho de comunicação on e off-line?, afirma. De fato, o consumidor agora é multimídia e, segundo Tonico Pereira, a fusão possibilita enfrentar melhor essa realidade. ?Acompanhamos o movimento do grupo Publicis de ser líder global nas capacidades digitais. A DPZ&T nasce para uma gestão Custumer Experiencie?, finaliza.

Segundo Maurice Levy, 50% da receita do Grupo Publicis no mundo vem de operações digitais e esse número deve crescer para 60%, em 2018. No Brasil, a porcentagem é menor, de acordo com Paulo Giovanni. O País representou, em 2014, o 8º mercado mundial para o grupo, mas deve se tornar o 5º nos próximos três a quatro anos, de acordo com Levy. ?Nós já experimentamos várias situações no Brasil. A situação atual não está fácil, mas acreditamos que esse segmento irá crescer. Já para 2016, esperamos ver o grupo crescer em dois dígitos?, completa, otimista.






MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS