Projetos trocam resíduo por desconto na conta de luz

No Rio de Janeiro e em São Paulo os materiais recicláveis separados pelo consumidor são uma maneira de ajudar a pagar a conta

Boas práticas para diminuir a quantidade de resíduo descartado incorretamente.conheça cada uma delas.  

No Rio
O projeto Light Recicla, que integra a carteira de projetos do Programa Rio Capital da Energia, beneficiará cerca de 700 mil clientes. Para obter o desconto o cliente deve comparecer a um dos ecopontos com sua conta de luz e documentos de identificação para cadastro. No site da Light ou nos próprios pontos é possível verificar a listagem completa das novas localidades atendidas pelo programa, com dias e horários específicos.

A gerente de Eficiência Energética da Light, Fernanda Mayrink, explicou que o projeto está presente em 12 comunidades, com 13 mil clientes inscritos e algumas famílias pagam suas contas exclusivamente com a troca de materiais recicláveis. ?A ação tem boa repercussão em áreas que estão sendo formalizadas e antes tinham pouca conta de luz. Então, é uma alternativa para o pagamento de contas que surgem e pesam nessas casas?, comentou.

Leia também: A melhor energia é aquela que nós conseguimos economizar

Cada item tem um preço por peso, que gera crédito na conta de energia de clientes. Se o valor da troca for maior que a conta, o cliente fica com crédito para o próximo mês. Mas o desconto só é dado se os materiais estiverem limpos e separados por tipo.

Fernanda destacou que qualquer cidadão pode fazer a troca e mesmo doar o material reciclável nos ecopontos para que sejam convertidos em descontos na conta de luz de instituições sociais cadastradas no projeto. ?Temos escolas particulares parceiras que doam créditos para escolas que participam da ação. É uma forma de criar renda com algo que antes ia para o lixo?, enfatizou.

Lançado em agosto de 2011, o Light Recicla já coletou 5,5 mil toneladas de material reciclável, além de mais de 27 mil litros de óleo, que seriam descartados sem tratamento adequado. A iniciativa recebeu o Premio Ação Ambiental 2014, da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), na categoria Relação com Público de Interesse.

Em São Paulo
O projeto de coleta de materiais recicláveis da AES Eletropaulo ?Recicle Mais, Pague Menos? comemora dois anos no mês de maio. Por meio desse programa, os moradores de São Paulo podem trocar materiais recicláveis por desconto na conta.  

Neste período, 2,7 mil toneladas de resíduos recicláveis foram recebidas, o que representa uma redução nas emissões de sete toneladas de gás carbônico (CO2). Esse total corresponde a aproximadamente uma economia de 11 MWh de energia elétrica, o que se compara ao abastecimento de uma cidade como Juquitiba, na grande São Paulo, por dois meses.

Leia também: Apague a luz, a energia (também) corre risco

São cerca de 34 mil clientes cadastrados, que podem chegar a zerar a conta de luz por meio do projeto. Até o momento, cerca de R$ 168 mil de bônus na conta foram concedidos aos clientes. ?Além de obter desconto na fatura, engajamos a população a contribuir com o meio ambiente. O material reaproveitado também reduz o processo industrial e, por isso, gera economia de energia?, afirma Luciana Alvarez, gerente de Sustentabilidade e Gestão da Marca da AES.

Os interessados devem se cadastrar em qualquer um dos pontos de coleta para receber o cartão personalizado. Ao levar os resíduos separados para o local, o material é pesado e precificado, de acordo com a tabela praticada pelo mercado de reciclagem, e o valor vira desconto na conta de luz. Os participantes recebem na hora um comprovante com a quantia que será abatida na próxima fatura de energia elétrica. Não há limite para o desconto ? assim, se a pesagem dos resíduos superar o valor consumido de energia, por exemplo, o crédito restante torna-se desconto na fatura seguinte.

Pontos de recebimento em São Paulo:
– São Paulo (Capital)
*Universidade Mackenzie: Rua da Consolação, 1.000.
Horário de funcionamento: Segunda à sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h.
*Jaguaré: Rua Floresto Bandecchi, 156, na Sociedade Benfeitora Jaguaré.
Horário de funcionamento: Segundas, quartas e sextas, das 09h às 12h30 e das 13h30 às 16h.
*Águia de Haia: Av. Águia de Haia, 2636, no Assaí Atacadista.
Horário de funcionamento: terça à sábado, das 10h às 13h e das 14h às 17h.
*Guaianases: Estrada Dom João Nery, 4.031, no Assaí Atacadista.
Horário de funcionamento: terça a sábado, das 10h às 13h e das 14h às 17h.
*Heliópolis: Rua Coronel Silva Castro, altura do n° 202.
Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 09h às 12h30 e das 13h30 às 16h.
*São João Clímaco: Rua São João Clímaco esquina com a Rua Luís Abodanza.
Horário de funcionamento: terças e quintas, das 09h às 12h30 e das 13h30 às 16h. Aos sábados, das 9h às 12h30h.
*Vila Guacuri: Rua Joaquim Forzano, em frente ao número 50.
Horário de funcionamento: segunda à sexta, das 09h às 12h30 e das 13h30 às 16h.
Aos sábados das 9h às 12h30.
*Jardim Patente: Av. Patente, 193, dentro do Condomínio Habitacional São Caetano¹
Horário de funcionamento: segunda, quarta e sexta, das 9h às 12h30 e das 13h30 às 16h.
¹Acesso exclusivo para os moradores do condomínio.
– São Paulo (Região Metropolitana)
*Barueri (SP): Av. Marginal Direita (s/n), no Jardim Paulista, ao lado da UBS.
Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 09h às 12h30 e das 13h30 às 16h.

Com informações dos portais CicloVivo e Agência Brasil.




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS