Campanha mostra as diferenças vistas pelos olhos das crianças

Hoje, viajar no tempo tornou-se mais ?fácil? do que conviver com as diferenças, sejam elas étnicas, físicas ou sexuais

Dizem que as crianças são puras. Elas não nascem como os nossos preconceitos nem mesmo com o medo do tamanho que o tornamos depois de certo tempo. Dizem que por volta dos seis anos, a base de desenvolvimento da personalidade do indivíduo estará sedimentada. Então até lá, e mesmo depois disso, afinal estamos em constante mudança e crescimento, os pequenos são aquilo que ensinamos a eles.

Leia também: Portadores de doenças raras têm direitos especiais

Independentemente da cor da pele, do país de onde veio, se tem olhos grandes ou pequenos e puxados, se é gay ou transgênero, se não pode falar, se tem deficiência física ou mental. A criança verá que a pessoa é diferente dela, óbvio, mas não terá aquele olhar que, infelizmente, muitos de nós, adultos, temos. O olhar da diferença.

A partir dessa ideia, a ONG francesa Noémi Association, que auxilia pessoas deficientes, teve a ideia de uma campanha para impactar os adultos dessa nossa raça humana. Em uma espécie de experimento social, pais e filhos foram convidados a assistir um vídeo no qual diferentes pessoas fazem caretas, as quais eles deveriam imitar.

Leia também: Maio, o mês da derrubada de barreiras sociais

Minutos e risos depois, o vídeo mostra uma garota com deficiências múltiplas fazendo uma careta. E é justamente nesta cena que a campanha convida a todos para refletir sobre as diferenças.

Confira o vídeo abaixo.

Com informações do portal Hypeness.




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS