Falta de organização leva 49% das famílias ao endividamento

Alcançar os desejos de uma vez acarretou no comprometimento da renda do brasileiro, tirando a qualidade de vida que a maioria acredita vir com o consumo

Mesmo com o assunto ?consumo consciente? em alta, uma pesquisa realizada pela Kantar Worldpanel apontou que o endividamento no Brasil ainda é alto, com 49% das famílias gastando mais do que ganham.

Infelizmente a cultura do brasileiro ainda faz uma forte conexão entre status e qualidade de vida, como uma forma de aceitação. Sem falar na quantidade de pessoas que até pouco tempo atrás não conseguiam comprar o que desejavam e, de repente, tiveram acesso ao crédito como quem alcança o elixir da vida. E isso não é ruim, realizar vontades matérias é algo que traz prazer momentâneo à maioria das pessoas, se não todas. O problema é pagar por uma realização que, afobada, se deu de uma só vez.

A ausência de educação financeira prejudicou, não apenas o consumidor que ficou endividado, como a economia, que agora estagnada, precisa lidar com a inadimplência. Aliás, não se engane ao achar que o maior número de endividados está no norte ou nordeste do país. Isso, além de pré-conceito, está errado: a pesquisa constatou que o bolso do carioca e do paulistano está cada vez mais comprometido.

Confira o resultado da pesquisa no infográfico abaixo.




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS