Índice de inadimplência do consumidor sobe 4,8%

No acumulado do ano, o indicador subiu 14,9%, na comparação com 2014, segundo Serasa Experian

A inadimplência do consumidor subiu 4,8% em maio em relação ao mês anterior. Esse foi o maior crescimento do ano.

A informação é do Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor, divulgado hoje (15) pela instituição.

De acordo com o levantamento, as variações mensais anteriores foram: 1,8% em abril, 0,2% em março, -0,9% em fevereiro e 4,1% em janeiro.

Já na comparação com o mês de maio de 2014, o indicador cresceu 14,9%. No acumulado do ano, de janeiro a maio de 2015, o indicador também subiu 14,9%, na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Para os economistas da Serasa Experian, a o que impulsiona esses resultados são a elevação das taxas de desemprego, juros e inflação.

Os principais responsáveis pela alta do indicador em maio, com aumento de 5,5%, foram as dívidas com os bancos. Já s dívidas não bancárias (com cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadores de serviços) registrou alta de 4,9% em maio. Os protestos apresentaram alta de 6,9% e os cheques sem fundos caíram 2,1%.

O valor médio das dívidas não bancárias apresentou alta de 32,6% nos primeiros cinco meses do ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. O valor médio dos cheques sem fundos aumentou 10% e o da inadimplência com os bancos cresceu 0,1%. Por outro lado, o valor de títulos protestados registrou queda de 4,7% no período.

Leia mais

Índice de inadimplência do consumidor sobe 2,7%

Inadimplência do consumidor cresce 1,8% em abril

Inadimplência sobe 2,83% e tem a maior alta desde 2010




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS