Percentual de famílias endividadas cai em junho

Mas, a proporção de famílias que continuarão inadimplentes subiu 0,5 ponto percentual, segundo CNC

O percentual de famílias endividadas teve queda pela primeira vez em quatro meses. Em junho, o índice registrado foi de 62,0%. Em maio havia sido de 62,4% e em junho do ano passado 62,5%.

Os dados são da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

No entanto, houve um aumento de 0,5 ponto percentual na proporção de famílias que continuarão inadimplentes. O percentual atingiu 7,9% em junho, ante 7,4% em maio e 6,6% em junho do ano passado. Esse foi o maior patamar registrado desde outubro de 2011.

O volume de famílias que se declararam muito endividadas permaneceu estável. Em maio e junho o índice registrado foi de 12,5% do total. Mas, houve aumento em comparação ao mês de junho do ano passado (11,9%).

De acordo com o levantamento, o cartão de crédito foi o principal motivo para 77,2% das famílias endividadas. Em seguida vêm os carnês com 16,3% do total e por fim, o financiamento de carro com 13,4%.

Para a CNC, a piora na percepção das famílias em relação ao endividamento se deve às condições menos favoráveis de contratação de empréstimos e de renegociação de dívidas.

Leia mais

Cresce endividamento das famílias

Endividamento sobe pelo terceiro mês consecutivo

Quase metade dos paulistanos está endividada




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS